Publicidade
Cotidiano
Notícias

Especialistas dão dicas de como dar a volta por cima em sua carreira

Especialistas em carreira dão dicas para profissionais experientes que estão em busca de se recolocar no mercado de trabalho, superando as adversidades e inseguranças para reconquistar um lugar ao sol 17/05/2015 às 14:31
Show 1
O time de coaches da SB Coaching Manaus Marcelo dos Santos Eliana Pinheiro e Renata Nunes trabalham orientando profissionais
Cinthia Guimarães ---

Com anos de experiência na bagagem, um currículo recheado e um salário diferenciado ficar fora do mercado de trabalho não é uma tarefa nada fácil para profissionais senior. Em tempos de incertezas na economia, o profissional deve estar preparado para todos os eventos, como risco de perder o emprego ou dar a volta por cima no momento em que o desemprego bater à porta.

Especialistas em carreira ouvidos pelo DINHEIRO contam qual direcionamento devem tomar e quais dicas devem ser prioritária para estes profissionais.

A diretora da SBCoaching, de Manaus, Eliana Pinheiro, destaca que as maiores chances de conseguir uma recolocação no mercado de trabalho são: 1) referências boca-a-boca (35%); 2) contato direto com as empresas (30%); 3) anúncios e agências de emprego (25%).

Antes de tudo, formar uma boa rede de contatos profissionais é muito importante, bem como reciclar os conhecimentos profissionais na sua área de formação. “Quem está tentando uma vaga ou passando por processos seletivos e ainda não conseguiu nada concreto deve aproveitar o tempo ocioso para estudar, fazer pequenos projetos ou trabalhos voluntários. Só não vale ficar parado. Isso mostra que o profissional não está acomodado, é ativo, antenado e está usando produtivamente seu tempo enquanto espera conseguir a posição ideal. Ter uma postura assim dá muito mais argumentos positivos para qualquer entrevista”, orienta Eliana.

Primeiro passo

Segundo a coach Renata Nunes, da SBCoaching, o primeiro passo para ganhar tempo na busca de emprego consiste em elaborar três listas chaves, as quais podem facilitar muito o caminho até a contratação: 1. Liste suas três competências profissionais e elabore uma frase que resuma ela numa apresentação de 30 segundos, 2. Liste 30 ou mais empresas de seu interesse, dividindo-as por segmento de mercado, tamanho ou até concorrentes da antiga empresa; 3. Liste 30 ou mais pessoas que realmente possam ajudar, seja pela confiança ou por estarem em cargos comuns nas empresas listadas.

Segundo passo

Já o coach Marcelo dos Santos explica que para aumentar as possibilidades de recolocação, o profissional deve manter uma postura ativa na busca pelo emprego. Como a maioria das pessoas encontra emprego por meio de referências boca a boca e entrando em contato diretamente com as empresas, um Plano de Ação Semanal para potencializar os resultados na Busca de Emprego: 1) Entre em contato com cinco ou mais pessoas por dia, todos os dias; 2) Consiga três ou mais referências de emprego com cada contato; 3) Marque um ou mais entrevistas por dia, todos os dias.

Consultor de carreiras do site de empregos Job1, Renato Mendes explica que na hora da redução de quadros, as empresas avaliam pré-requisitos para ver quem fica e quem sai. Prevalecem na escolha o perfil do funcionário que, além de um ótimo currículo e títulos, oferece boa produtividade, que veste a camisa da organização, que não tem histórico de faltas e que possui boas relações interpessoais com chefes, subordinados e colaboradores em geral.

Mendes avalia que a ansiedade é o principal obstáculo que impede o profissional de avançar, quando está sendo avaliado o que pode atrapalhar o processo. “O profissional acima dos 40 anos tem muito medo. Mas digo que as empresas estão abertas para profissionais capacitados. Elas focam mesmo nos conhecimentos, não na idade”.

Destaque

Dados da pesquisa sobre mercado de trabalho Pnad Contínua, realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), mostram que a taxa de desemprego no país subiu para 7,9% no primeiro trimestre deste ano em comparação ao mesmo período do ano passado. de pessoas sem emprego subiu 950 mil. Já o Índice de Medo do Desemprego cresceu 32,1% em março em relação a dezembro de 2014, segundo dados da Confederação Nacional da Indústria.

Dicas para quem está procurando um emprego

1. Mantenha sua autoestima É importante não se enxergar como uma pessoa desempregada e, sim, disponível no mercado de trabalho. Pode parecer a mesma coisa, porém, a palavra desempregado pesa inconscientemente e sobrecarrega ainda mais a situação.

2. Atualize seu currículo Deixe sempre seu currículo atualizado e lembre-se de destacar os resultados e conquistas que foram alcançados decorrer da carreira. Isso chama a atenção dos recrutadores e te diferencia entre os demais candidatos.

3. Valorize o networking Networking é uma expressão em inglês que representa uma rede de contatos, ou seja, as pessoas que você conhece e os relacionamentos que mantém com elas. De forma resumida, significa que quanto maior for sua rede de contatos, maior será sua possibilidade de conseguir uma colocação profissional, fechar negócios e obter informações privilegiadas.

4. Participe de cursos, eventos e palestras Além de se atualizar e melhorar seu currículo, você tem a oportunidade de conhecer pessoas novas e ampliar sua rede de contatos

5. Tenha um cartão pessoal Quem está em busca de novas oportunidades precisa ter um cartão pessoal sempre à mão. Assim, você pode deixar seu contato com as pessoas que conhecer e ainda evita o constrangimento de, quando alguém solicitar o seu telefone ou e-mail, precisar anotar no papel.

6. Cadastre se currículo em plataformas de emprego online Cada vez mais as empresas deixam de lado o processo tradicional de currículo e triagem. Optar por enviar o currículo impresso para as empresas é correr um sério risco de que ele se perca entre tantos outros papéis. As plataformas online oferecem opção de cruzamento de dados rápida e eficiente, que coloca seu currículo em contato direto com o empregador que precisa de alguém com o seu perfil. Existe ainda outra vantagem: o currículo online pode ser alterado a qualquer momento e não corre o risco de ficar desatualizado.

Dicas para quem quer se manter no emprego

1. Atualize-se

O mundo está em constante transformação e é fundamental que os profissionais mantenham-se atualizados em suas áreas de atuação. Faça cursos, assista palestras e troque experiências com outros profissionais da sua área. Você vai se tornar um profissional melhor e com muito mais ferramentas para desenvolver o seu trabalho. Com certeza a empresa vai perceber.

2. Pense em melhorias A excelência é o oposto da estagnação. Sempre há algo que pode ser melhorado ou otimizado. Pense em possíveis melhorias para seu departamento. Dedique-se a achar soluções que possam ser feitas sem a necessidade de investimentos, ou com investimentos pequenos. Isso mostra comprometimento com o trabalho e com a empresa.

3. Invista em idiomas Vivemos em um mundo globalizado, onde a internet deixou as distâncias praticamente inexistentes. Saber se comunicar em outros idiomas alarga suas fronteiras pessoais e profissionais e amplia suas possibilidades.

4. Seja sociável Se relacione com pessoas da sua área e das outras. Seja solícito e atencioso com todos e procure manter o bom humor. Pessoas agradáveis e bem relacionadas são bem vistas pelas chefias, pois ajudam a manter o ambiente de trabalho em harmonia.

5. Ansiedade atrapalha produtividade Se você foi escolhido para a vaga que ocupa é porque tem os atributos necessários. Não deixe que a ansiedade ou insegurança interfiram no seu desempenho. Dedique-se às suas atividades com excelência e o único lugar que a empresa vai pensar em te mandar é para uma promoção.

Meu segredo, Dayd Gonçalves, diretora de arte

Depois de sete anos trabalhando na mesma empresa, com uma certa estabilidade sai, sem ter nenhuma proposta de emprego. Parei uma semana para descansar, cuidar da aparência, refazer os cálculos (das despesas e dívidas) e atualizar meu portfólio. A convite de um amigo, assumi a direção de arte de uma campanha política como freelancer e, assim que acabou, investi parte do dinheiro que ganhei em uma viagem para estudar e conhecer novas tendências do mercado em que atuo (publicidade/ criação). Fiz alguns cursos on-line em outros segmentos dentro da publicidade, para diversificar meu currículo. Atualizei meu portfólio nos sites especializados e divulguei nas minhas redes sociais. Voltei de viagem já com emprego certo, ganhando o mesmo que ganhava no meu antigo emprego, com todos os benefícios que já possuía antes, trabalhando menos e mais feliz. Acredito que o segredo é não se desesperar e se manter atualizado, parece clichê, mas funciona. Existem vários sites com cursos livres e gratuitos para se reciclar. A dica é nunca gastar tudo que ganha, economizar, fazer planejamento doméstico e correr atrás.


Publicidade
Publicidade