Segunda-feira, 18 de Novembro de 2019
COM MAIS SABOR

Especialistas dão dicas para preparar churrasco perfeito

Fique atento ao corte da carne e a quantidade de sal ao temperar o alimento. Uma faca afiada também faz diferença



churrasco_7D0AEC41-2F25-4846-A1B6-82EDFC2AC857.JPG Foto: Divulgação
18/10/2019 às 08:54

Mal passado, bem passado, tempero, temperatura do fogo, corte… Para quem acha que para fazer um bom churrasco é só colocar um pedaço de carne na churrasqueira e esperar assar, está muito enganado.

O site Tudo para Churrasco decidiu deixar algumas dicas para os internautas que pretendem fazer um churrasco nos próximos dias, mas estão na dúvida de como realizar o preparo da carne.



O primeiro passo é a escolha da peça. Segundo especialistas ouvidos pelo jornal Folha de São de Paulo, entre eles Daniel Lee, que se tornou o primeiro juiz brasileiro da maior entidade de churrasco do mundo, a Kansas City Barbecue Society, e Tatiana Bassi, filha do chef Marcos Bassi, falecido 2013, é preciso estar atento a tudo, inclusive a embalagem do produto. "O plástico a vácuo deve estar rente à carne. Se estiver frouxo, isso significa que entrou ar, o que acelera o processo de deterioração da peça, diz o texto.

Além disso, apontam os especialistas, a coloração do alimento deve ser vermelha viva e exalar um cheiro suave. Marcelo Malta, chef carioca no Rio de Janeiro, afirmou ao jornal O Globo que "os cortes mais consumidos são a picanha e o ancho", e que é melhor "sempre dar preferência  aos cortes de gado europeu, como o angus e hartford, com carne mais marmorizada (gordura entremeada nas fibras)".

Outra dica importante está relacionado ao tempero. "Salgue as carnes maiores, com sal grosso ou flor de sal, dez minutos antes de ir para brasa", explica  Marcelo Malta. Ele ressalta que é importante ser cuidadoso para não exagerar. Daniel Lee e Tatiana Bassi revelam que existem três tipos de salga: antes, durante e depois de assar a carne. "É tudo opção de gosto. O antes vai penetrar mais na carne. O durante deixa a salga só na superfície. O depois, quando a peça já está assada e fatiada, significa menos contato com a carne e um sabor mais suave".

Para além do corte da carne e a maneira como temperar, os instrumentos para fazer um bom churrasco também têm influência na hora do preparo. Uma faca bem afiada é fundamental nesse momento. "A ideal é sempre aquela que cabe na mão, que mantenha a empunhadura firme. Existem dois modelos que um churrasqueiro precisa —a faca do chef e a para fatiar", contam Daniel e Tatiana.

De acordo com Marcelo Malta, em alguns casos, vale a pena afiar momentos antes de cortar a carne. "Uma faca bem afiada e amolada é fundamental para não despedaçar a carne. Para ter um fio perfeito, o ideal é afiar na pedra e depois corrigir na chaira (tipo de amolador de metal com cabo)."

Além disso, não se pode esquecer que o fogo também é um fator determinante na arte de fazer um bom churrasco. A chama muito alta pode queimar a carne rapidamente. Antes de colocar o alimento na churrasqueira, confira se a brasa está no ponto adequado. "A brasa precisa estar bem formada antes de começar o churrasco. Por isso, acenda a churrasqueira com pelo menos 20 a 30 minutos de antecedência", comenta Marcelo Malta.

Quando a carne estiver pronta, deixe-a descansar por 2 minutos, para manter o suco e preservar a suculência. Seguindo essas dicas o churrasco é sucesso garantido!

News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

18 Nov
bradesco_C22DD61C-FE71-4FDD-BB1B-A5B7C048EF01.JPG

TRT11 celebra acordo de R$ 1,1 milhão entre Bradesco e ex-funcionária

18/11/2019 às 11:20

A bancária ingressou com reclamação trabalhista contra o HSBC e o Bradesco em novembro de 2016, pretendendo receber o pagamento de diferenças salariais, horas extras, tempo a disposição da instituição financeira durante as viagens, além indenização pelos danos morais sofridos no ambiente de trabalho


Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.