Publicidade
Cotidiano
CUIDADO!

Estrada para Manacapuru em boas condições, mas motoristas devem ter atenção

Com o fluxo mais intenso por conta do Festival das Cirandas, condutores devem ter cautela na AM-070, que ainda possui trechos em obras 30/11/2017 às 18:41
Show whatsapp image 2017 11 30 at 14.08.47
(Foto: Jair Araújo)
Paulo André Nunes Manacapuru

As condições de trafegabilidade da estrada Manuel Urbano (AM-070), que liga Manaus a Manacapuru, para carros e motos são boas, e o visitante que for se dirigir à cidade para acompanhar o Festival das Cirandas não deve encontrar dificuldades na pista. No entanto, como em qualquer via, pode haver problemas e alguns deles foram flagrados por A CRITICA.

Um desses problemas foi um acidente que por muito pouco não tirou a vida do agricultor Júlio Gomes Duarte e de mais quatro pessoas que estavam no interior do veículo Fiat Strada placa NOO-4132: o carro capotou no quilômetro 53 após ser obstruído por um Gol cor preta de placa não-identificada. O acidente ocorreu por volta de 11h20 e, por mais incrível que isso possa parecer, apenas o condutor e seu sobrinho ficaram com pequenas escoriações, sem necessidade de atendimento médico.

"O Gol parou na minha frente e o meu carro acabou capotando com mais quatro pessoas dentro. O motorista fugiu. Escapamos da morte com certeza", disse o agricultor. "A estrada está boa, mas infelizmente acontece disso", ressalta ele.

A dona de casa Karlene Mendes, 36, que mora em uma casa de madeira em frente onde ocorreu o capotamento, contou que "é comum esse tipo de acidente ao longo da pista".

A partir do quilômetro 35 parte da via está interditada com trecho em obras para duplicação da mesma - no local há vai-e-vem de tratores, retroescavadeiras e outros veículos pesados terraplanando o barro no processo pré-asfáltico. As obras se estendem até o km 45.

Os buracos e valas que vez por outra tiravam literalmente o sono de motoristas já não são encontrados com facilidade como antes, mas alguns ainda chamam a atenção como um identificado no km 69. Ou seja, motorista, como diz aquele ditado: "Todo cuidado é pouco!".

Queda nas passagens

O número de pessoas que vieram de onibus intermunicipais para o festival de cirandas caiu 50% em relação ao ano passado, segundo relatos de vendedores de passagens ouvidos por A CRITICA.

A informação da queda na venda de passagens foi confirmada na Estacao Rodoviaria de Manacapuru. A reportagem tentou falar com os gerentes das empresas  Master e Emtram, mas ambos nao estavam nos guichês no momento em que a reportagem os procurou.

.

No entanto, A CRÍTICA apurou que, só no primeiro dia da ciranda em 2016, foram vendidas 339 passagens, número superior em dobro ao montante para hoje, dia 1° de dezembro, quando inicia o 21° Festival das Cirandas.

A indefinição para a realização do Festival foi um motivos que causaram a diminuição, disse um vendedor que preferiu não se identificar.

"Outro motivo é o surgimento de mais taxistas e mototaxistaa na cidade e, também, a existência de condutores clandestinos. A Arsam (Agência Reguladora do Estado) não está fazendo essa fiscalização aqui em Manacapuru", denunciou a fonte.

O tíquete individual para a viagem Manacapuru/Manaus custa R$ 22, e o sentido inverso R$ 21,50.

Publicidade
Publicidade