Segunda-feira, 20 de Maio de 2019
Notícias

Estudante é morto a facadas no conjunto Viver Melhor, na ZN

De acordo com o tio da vítima, o pintor Augusto César, 44, o sobrinho estava em casa quando recebeu uma ligação de uma pessoa desconhecida. Ao sair de casa e ir ao encontro dessa pessoa foi surpreendido por no mínimo dois homens que o aguardavam



1.jpg
Kaio da Cunha Hassan, de 17 anos, foi assassinado com duas facadas na noite de quarta-feira (6)
07/01/2016 às 16:34

O estudante Kaio da Cunha Hassan, de 17 anos, foi assassinado com duas facadas na noite de quarta-feira (6), próximo a sua residência, localizada na avenida da Esperança, conjunto Viver Melhor, bairro Lago Azul, Zona Norte de Manaus. A motivação e autoria ainda são desconhecidas pela Polícia Civil.

De acordo com o tio da vítima, o pintor Augusto César, 44, o sobrinho estava em casa quando recebeu uma ligação de uma pessoa desconhecida. Ao sair de casa e ir ao encontro dessa pessoa foi surpreendido por no mínimo dois homens que o aguardavam.

Segundo o tio, esses dois homens são os suspeitos de terem cometido o crime. “Ele estava na casa da mãe dele e recebeu esta ligação. Ao ir ao encontro dessa pessoa que ligou acabou sendo morto e ainda não sabemos quem são essas pessoas que o mataram e o porquê”, explicou.

Consta no relatório da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) que a vítima era envolvida com roubos e furtos na região do Viver Melhor, segundo informações colhidas no local do crime por investigadores da unidade.

Ainda segundo informações da Polícia Civil, a vítima também estaria envolvida no sumiço de uma pessoa no local, mas essa suposta acusação contra o estudante foi negada pelo tio. De acordo com Augusto César, nenhuma das duas versões registradas na polícia é verdadeira.

“Meu sobrinho tinha algumas companhias que não eram boas, mas jamais se envolveu em alguma briga ou estava envolvido em algo ilícito. Ele era um menino muito bom, estudava e jamais deu problema para família e nunca foi preso pela polícia”, afirmou.

O velório da vítima ocorreu em uma igreja evangélica localizada no conjunto João Paulo 2, bairro Nova Cidade, Zona Norte. A autoria do crime e motivação ainda são desconhecidas pela DEHS, mas as hipóteses levantadas na cena do crime serão as principais linhas de investigação da unidade policial.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.