Quinta-feira, 14 de Novembro de 2019
Notícias

Estudantes de Manaus cobram em Brasília melhorias na educação

Na ocasião, técnicos administrativos e professores da Associação dos Docentes da Universidade Federal do Amazonas (Ufam) participam da mobilização na capital do Distrito Federal, onde fica a sede do governo brasileiro



1.jpg Estudantes de todo o país participam da marcha pela educação, no Planalto dos Ministérios, em Brasília
18/07/2012 às 23:24

Um grupo de estudantes da capital do Amazonas foi à Brasília (DF) pedir mais investimentos para a educação pública. Lá, a classe participa de manifestações com outros jovens de várias partes do país, para chamar a atenção do governo federal. Na manhã desta quarta-feira (18), como parte da mobilização, os estudantes de universidades públicas federais participaram da 'marcha pela educação', no Planalto dos Ministérios.

De acordo com o estudante universitário Douglas Machado, de Manaus, a mobilização acompanha as reivindicações dos servidores públicos federais que estão em greve, principalmente professores, como os de universidades federais.



“Nós estamos cobrando melhorias na educação, investimento dos 10% do PIB (Produto Interno Bruto). Somos estudantes de várias partes do Brasil. As outras categorias pedem reestruturação do salário e melhores condições de trabalho e carreira”, contou Douglas.

Os estudantes têm o apoio do Comando Nacional de Greve Estudantil que, segundo eles, reúne delegados eleitos nas bases das universidades, para representarem os alunos. “Eles tomam decisões por nós e participam das ações pela educação pública de qualidade”, disse Machado.

Na ocasião, técnicos administrativos e professores da Associação dos Docentes da Universidade Federal do Amazonas (Adua) participam da mobilização na capital do Distrito Federal, onde fica a sede do governo brasileiro.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.