Manifestação

Estudantes de zootecnica da Ufam querem volta de aulas presenciais

Grupo de estudantes do Instituto de Ciências Sociais, Educação e Zootecnia (Ufam), em Parintins, são contrários à decisão que suspendeu aulas por 30 dias devido ao aumento de de casos

Portal A Crítica
18/01/2022 às 18:23.
Atualizado em 08/03/2022 às 16:08

(Foto: Divulgação)

Um grupo de estudantes do Instituto de Ciências Sociais, Educação e Zootecnia da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), em Parintins, vem realizando movimentações contra a suspensão das atividades presenciais. Na última sexta-feira (14), por exemplo, estudantes de zootecnia fizeram um ato de protesto após a divulgação da portaria que suspende as atividades presencias por conta da pandemia da Covid-19. 

"No momento que ficamos sabendo da decisão, reunimos os alunos e fomos para a Ufam fazer essa manifestação", destacou alunos do Centro Acadêmico de Zootecnia por meio das redes sociais.  Segundo eles, o curso de Zootecnia é o mais prejudicado com a suspensão das atividades presenciais por que precisam de aulas práticas nos laboratórios e campo. 

Além da necessidade de se ter aulas práticas em laboratórios e campo, os estudantes afirmam que o sinal de internet móvel no baixo Amazonas é precário e prejudica o acompanhamento do ensino remoto em Parintins. A manifestação também defendeu a manutenção das atividades do restaurante universitário da unidade e apoio e assistência aos estudantes. Nas dependências da unidade, os estudantes ergueram faixas e cartazes criticando a medida da Reitoria na última sexta-feira. 

Suspensão de Aulas 

A Administração Superior da Universidade Federal do Amazonas, considerando o alerta Epidemiológico de Covid 19 realizado pelo Comitê de Enfrentamento ao Coronavírus da Instituição, resolveu, por meio da portaria nº 94 de 14 de janeiro de 2022, suspender por 30 dias as atividades práticas presenciais pertinentes às áreas de Ensino, Pesquisa e Extensão, excluindo-se àquelas consideradas essenciais em cada área que deverão ser definidas pelos respectivos conselhos.

Além de determinar, também, que as atividades administrativas sejam realizadas de modo presencial e restrito, no prazo acima especificado, dentro de cada especialidade, devendo-se utilizar o sistema de escala rotativa, que possa garantir o atendimento básico em cada setor, complementadas pelo trabalho em home office. Há ainda a suspensão temporária da realização de todo e qualquer tipo de atividades presenciais que promovam aglomerações no âmbito da Universidade.

Assuntos
Compartilhar
Sobre o Portal A Crítica
No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.
© Copyright 2022Portal A Crítica.Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por
Distribuído por