Publicidade
Cotidiano
Notícias

Estudantes do CEL desenvolvem talentos como escritores aliando educação com tecnologia

Centro de Ensino Literatus (CEL) usa a tecnologia para incentivar os estudantes do ensino fundamental a escreverem suas  próprias histórias, inspirados em grandes nomes da literatura infantil brasileira 15/11/2014 às 14:59
Show 1
CEL usa a tecnologia para incentivar os estudantes
Jornal A Crítica ---

Aventurar-se no mundo da literatura nunca foi tão empolgante para aqueles que iniciam essa viagem. É com essa finalidade que o Centro Literatus (CEL), desenvolve, com os alunos do ensino fundamental, o projeto oficina de texto de autoria do Portal educacional da Positivo.

A ideia tem como finalidade o uso da tecnologia na educação, dando ferramentas aos estudantes de criarem suas próprias versões baseados em outras obras, como o Circo Maluquinho, de autoria de Ziraldo, e Torcedor Legal, de Thiago Reacchi, ambos personalidades da literatura brasileira.

Além de oferecer diferentes maneiras de tornar o ensino na sala de aula mais atrativo às crianças, o projeto tem o objetivo de despertar no aluno o interesse pela leitura e escrita por meio do uso da tecnologia.

“O que eu tenho observado nas crianças que participam deste projeto é que tudo que envolve computador e internet tem o brilho diferente para eles. O diferencial dessas oficinas é o uso da tecnologia para incentivar as crianças à leitura e consequentemente criar seu próprio livro. Isso porque os livros que elas leem são digitais e possuem áudio. Então para elas é uma experiência nova e uma aventura. E tudo o que eles veem dentro do projeto desperta neles a vontade de conhecer e aprender. Com os avanços da tecnologia em que tudo podemos acessar por tabletes e telefone celular, em que as crianças gostam de manusear, usar tudo isso para incentivar elas a lerem tem sido primordial. Nas leituras digitais as crianças interagem com os personagens e aprendem brincando”, destacou uma das coordenadoras do projeto, Katy Thayana.

Oficinas

Segundo a professora, o plano é um incentivo do portal educacional da escola, que todos os anos trazem várias oficinas, com diferentes temas que ensinam também os alunos valores fundamentais na vida de um cidadão.

“Tivemos dois temas muito legais de se trabalhar neste ano e os alunos se esforçaram ao máximo fazendo pesquisas e debates em sala de aula. Tivemos o tema ‘Torcedor Legal’, que trabalha o estatuto do torcedor já pegando o clima de Copa do Mundo, quando as crianças aprenderam os direitos e os deveres do torcedor e como eles devem se comportar dentro do estádio, e porque é importante respeitar a torcida adversária, mostrando a pluralidade cultural em que cada um tem seu gosto e diferenças devem ser respeitadas. E também o tema ‘Circo Maluquinho’, quando é ensinado às crianças a questão de cooperação e passados valores como a amizade, companheirismo e ensinamentos como compartilhar as coisas”, conta.

Implantação

O projeto oficina do texto, do Portal educacional da Positivo, teve início dia 27 de fevereiro, quando os alunos do ensino fundamental do Centro Literatus (CEL) escreveram suas histórias e contaram com parceiros como Ziraldo e Thiago Reccchia, autores de obras como o “Circo Maluquinho” e “Torcedor Legal”.

Blog Luiz Claudio Carvalho analista de sistema e pai de Gabriele

“Nós a incentivamos muito à leitura   porque o futuro do País é o conhecimento, e se você não tem conhecimento você não transforma, principalmente em um País como o nosso, que ainda está em desenvolvimento. E o CEL tem um projeto muito bom de fazer com que as crianças cresçam em todos os aspectos, principalmente como cidadãs apaixonadas pela leitura. Não basta a criança apenas saber, é necessário dar a ela oportunidade para desenvolver o seu lado lúdico e intelectual porque é isso que vai fazer diferença lá na frente. E em casa ela tem liberdade para desenvolver o lado criativo dela. Temos o hábito de levá-la à livraria e a peças de teatro. Saímos muito com ela ajudando a se sociabilizar com o mundo, esse é o papel muito importante que os pais têm na educação dos filhos”, disse.

Tarde de autógrafos

Os alunos que participaram do projeto Oficina do Texto tiveram uma manhã de autógrafos no ultimo sábado, na quadra do Centro Literatus (CEL), no bairro Adrianópolis. Na ocasião, os alunos autografavam seus livros e tiveram o reconhecimento dos pais e professores pelo esforço da sua produção intelectual.

“É muito importante reconhecer o esforço e o trabalho destas crianças em produzir seu próprio livro. Todos trabalharam muito com pesquisas, debate em sala de aula e dedicação. Pudemos ver o entusiasmo delas aprender e buscar coisas Novas. O espírito de coleguismo e cooperação estiveram presentes em todo o trabalho. O Literatus além de trabalhar o lado cognitivo e cultural, também trabalha o lado social. Porque queremos crianças cidadãs” destacou Kamila Gonçalves supervisora escolar.

O servidor público Abdon Bastos não escondeu o orgulho em ver o filho Iago José produzindo seu próprio livro e destacou o papel importante que os pais têm em incentivar os filhos a leitura.

“Fico muito satisfeito em ver o interesse do meu filho pela literatura, nós não precisamos ficar dizendo para ele toda hora que ele deve ler. Ele mesmo toma a iniciativa, e isso é muito legal porque podemos ver o fruto deste projeto na vida dele. Toda essa participação ativa no mundo da leitura tem o ajudado muito a enriquecer o vocabulário dele e também tem o ajudado a desenvolver a criatividade. Em casa lemos com ele e sempre procuramos ler, porque a melhor forma de incentivar os filhos à leitura é pelo exemplo”, disse.

Publicidade
Publicidade