Publicidade
Cotidiano
Notícias

Estudo afirma que 90% dos jovens da Região Norte usam a internet por smartphones

A pesquisa, realizada pela empresa de telecomunicações Telefónica, almejou entender mais sobre esse público cheio de potencial e perspectivas 14/10/2014 às 14:14
Show 1
A Telefônica realizou 6.702 entrevistas quantitativas dentre os millennials, em 18 países em três regiões
LUCAS JARDIM* São Paulo (SP)

90% dos jovens de 18 a 30 anos da Região Norte acessam a internet por meio de smartphone, de acordo com a Pesquisa Global Millenial, cujo resultado foi divulgado nesta segunda-feira (13). A pesquisa, realizada pela empresa de telecomunicações Telefónica, almejou entender mais sobre esse demográfico cheio de potencial e perspectivas.

Segundo Gabriela Bightetti, diretora-presidente da Fundação Telefónica, houve um aumento expressivo no número de smartphones ativos em todas as regiões do país, mas o Norte foi digno de destaque. Ela disse ainda que esse número está relacionado a “como a conectividade do 3G é muito mais abrangente, chega a muito mais gente” nessa região. “Esse é um dado muito impressionante”, completou.

Redes sociais

A pesquisa ainda constatou que a frequência de uso desses gadgets é muito grande. “35% dos jovens que entrevistamos disseram que utilizam várias vezes ao dia, várias horas por dia, e as redes sociais são as mais acessadas por esses jovens em todas as regiões. Em seguida, vem as mensagens de texto, ligações telefônicas, vídeos, jogos, notícias e streaming”, disse Gabriela.

Ela ainda foi além na questão das redes sociais, cujo uso, para Gabriela, varia de pessoa para pessoa. “Sim, todos acessam as redes sociais, mas nem todos fazem as mesmas coisas nas redes sociais [...]. Os usos estão muito adequados aos seus projetos de vida, àquilo que cada um deles tem de interesse. A gente viu casos de gente que usa rede social só para falar de um tema de seu interesse, de um projeto pessoal, e outros que usam para convidar amigos para sair”, ponderou.

Exploradores avançados

Gabriela, que desenvolveu no Brasil o projeto Juventude Conectada, ainda tocou em um ponto interessante sobre a experiência do jovem na rede: apenas 5% dos jovens brasileiros realmente fazem uso de tudo o que a internet pode proporcionar.

“A gente fez uma categorização no "Juventude Conectada" sobre pessoas que estavam iniciando o uso, que são pessoas que, apesar de usarem [a internet] várias vezes [ao dia], usam só para redes sociais, então a gente considerou que esses usuários eram iniciantes, e tinha a última categoria, que eram os usuários avançados, aqueles que usam todos os recursos que a conectividade permite e apenas 5% dos jovens eram desse tipo. Então, existe um monte de coisas que a conectividade  oferece que não são usadas nem exploradas”, concluiu.

Metodologia

A Telefónica realizou 6.702 entrevistas quantitativas dentre os millennials, em 18 países em três regiões, incluindo Estados Unidos, Europa Ocidental e América Latina. A Penn SchoenBerland conduziu a pesquisa de 23 de junho a 4 de agosto de 2014, por meio de um questionário on-line. Foram entrevistados millennials da Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Costa Rica, Equador, El Salvador, Alemanha, Guatemala, México, Nicarágua, Panamá, Peru, Espanha, Reino Unido, Estados Unidos, Uruguai e Venezuela. O tamanho das amostras do país, representados no número global, são classificados pelo percentual da população de cada país com acesso à internet, gênero e idade. A margem de erro global é de +/-1,2 por cento.

*O repórter viajou a convite da Telefónica

Publicidade
Publicidade