Sábado, 17 de Agosto de 2019
RISCO

Evento na Ponta Negra faz alerta para quedas de idosos; veja cuidados para evitar acidentes

As quedas são a segunda principal causa de mortes acidentais ou não intencionais em todo o mundo, de acordo com a OMS



quedas-de-idosos_D620B37A-89D8-4478-8161-5AEBF092EDC5.JPG Foto: Luiz G. Melo
30/06/2019 às 13:58

A aposentada Andreza Batalha, 74, estava no sítio com o marido quando escorregou no banheiro. Foi internada às pressas e passou quatro meses usando parafusos na coluna. “Foi um susto grande porque achamos que os nossos idosos estão seguros dentro de casa”, conta a filha dela, Mineia Ramos.

As duas participaram da 1° Campanha de Prevenção de Quedas em Idosos, realizada pela Liga de Geriatria e Gerontologia do Amazonas da Universidade Federal do Amazonas (LAGGEAM/UFAM) na manhã deste domingo (30) no calçadão da Ponta Negra, Zona Oeste de Manaus.

Após o fatídico episódio, a dona Andreza redobrou os cuidados. “Não tenho tapetes na minha casa e eliminei os móveis baixos que pudessem causar um tropeço. Na minha residência tem uma escada, mas redobrei os cuidados com ela também”, relata. 

Como a aposentada mesmo concluiu, o acúmulo de objetos dentro de casa pode ser mortal. Livrar-se dos tapetinhos e tomar cuidado com fios e extensões no chão são os principais conselhos dos especialistas. Os pequenos desníveis entre os cômodos também merecem atenção (uns poucos centímetros são o suficiente para produzir um tropeço grave).

As quedas são a segunda principal causa de mortes acidentais ou não intencionais em todo o mundo, de acordo com dados da Organização Mundial da Saúde (OMS). Estima-se que aproximadamente 646 mil morram todos os anos como consequência das quedas. Os idosos são os mais vulneráveis.

A médica geriatra Karoline Rodrigues, coordenadora da LAGGEAM/UFAM, explica que a perda significativa da massa muscular na velhice, a diminuição do equilíbrio e dos reflexos somados a doenças crônicas (hipertensão, diabetes etc.) são fatores de risco que fazem com que um tropeço possa ser fatal a uma pessoa idosa.

“O organismo do idoso não se reestabelece nem se reequilibra tão rapidamente como os dos jovens. Por isso, uma simples queda, pode causar muitas complicações: morte, perda de independência e da qualidade de vida. A prevenção é importante, mas isso não significa que a gente deve deixar o idoso quieto. Ele tem que fortalecer os músculos com exercícios físicos, treinar o equilíbrio, cuidar das doenças crônicas”, explana Rodrigues, relembrando que no último dia 24 (de junho) foi o Dia Mundial de Prevenção de Quedas.

Incorporar exercícios físicos à rotina diária, como o levantamento de pesos para fortalecer as pernas ou hidroginástica, é uma boa ideia. A aposentada Maria José, de 87 anos, sabe bem disso, pois além da hidroginástica, ela pratica artes marciais. No caso, duas: karatê e tai chi, que auxilia na melhora do equilíbrio, pois envolve movimentos lentos e deliberados, coordenados com a respiração e a atividade muscular.

“Nunca levei um tombo. Tomo todos os cuidados possíveis, e não consigo ficar quieta em casa. Tenho que me exercitar”, contou ela, acompanhada da filha mais velha, Rosailde D´avila, 59, que confirma a vivacidade da aposentada no dia a dia.

“Moramos perto uma da outra na Cidade Nova [Zona Norte], mas a minha mãe adora ser independente. Ela não quer morar com nenhum dos filhos de jeito nenhum. Sempre a levo pra andar comigo por aí, senão ela fica muito ansiosa dentro de casa”, disse.

A 1ª Campanha de Prevenção de Quedas em Idosos ofereceu, além de orientação, um aulão de zumba; teste de audição; teste de equilíbrio, além de oficinas de imobilização para fraturas e de reanimação cardíaca para os idosos. A expectativa da organização do evento é que, até o final do evento na manhã de hoje, pelo menos 200 idosos fossem alcançados pelas atividades de conscientização.

Receba Novidades

* campo obrigatório
News guilherme 1674 2977771b 6b49 41af 859a ef3c3b62eae8
Repórter do caderno de Cidades - Jornal A Crítica

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.