Segunda-feira, 20 de Maio de 2019
Notícias

Ex-deputado contra tio: Sabino diz que não vai abrir da mão da guarda de menina haitiana

Segundo o político, juiz plantonista da Vara da Infância despachou dizendo que somente o titular poderá decidir o caso; o ex-parlamentar afirmou que só vai entregar a criança mediante decisão da Justiça



1.png
Lucius e Ana Cláudia voltaram à Depca na tarde quinta-feira (14)
14/01/2016 às 18:58

O ex-deputado Sabino Castelo Branco disse, na tarde desta quinta-feira (14), que não vai abrir mão da guarda da menina haitiana de três anos que ele pretende adotar. Ele afirmou que só vai entregar a criança mediante decisão judicial. Sabino falou com a reportagem de A Crítica por telefone.

Segundo Sabino, ele entrou com um pedido para ficar provisoriamente com a criança na Vara da Infância e da Juventude e o juiz plantonista Leoney Figliuolo Harraquian despachou o caso dizendo que somente o juiz titular poderá emitir uma decisão, que esse não é caso de plantão. A decisão ressalta que a criança deve ser apresentada em juízo o quanto antes, mas Sabino disse que só vai entregar a menor quando o processo for distribuído.

Sabino disse que ele e sua mulher se apegaram à pequena

Ele disse que o tio da menina, Lucius Popotter, e a amiga ele que ajudava a cuidar da criança antes, Ana Cláudia, estão agindo de má fé. Que os documentos que ele pediu não foram para matricular a menor em um curso de inglês e sim para dar entrada no processo de adoção.

Sabino disse que, inclusive, já apresentou em culto na igreja a menina como filha dele, na presença do tio e da mulher que o denunciou.

Caso nas mãos da Justiça e outra versão

Na tarde de hoje, na sede da Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca), Lucius Popotter voltou a afirmar que a menina foi para casa de Sabino somente passar o fim de semana. Desta vez, ele disse que o pai da criança está no Ceará e que não autorizou a adoção. 

A delegada Regiane Lacerda disse que ouviu os pais da menina, mas não revelou detalhes da conversa, Ela afirmou que agora, como há processo em curso, o caso está nas mãos da Justiça. Ela afirmou que não pode determinar a busca da criança. Além do tio e da denunciante, representates do Conselho Tutelar estiveram reunidos com Regiane nesta tarde.

*Com informações da repórter Luana Carvalho

*Atualizada às 18h40


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.