Sexta-feira, 24 de Maio de 2019
POLÍTICA

Ex-deputado Hissa Abrahão é eleito presidente do diretório regional do PDT

Hissa tem o aval do presidente nacional da legenda, Carlos Lupi, para concorrer ao cargo de prefeito de Manaus em 2020



WhatsApp_Image_2019-04-20_at_18.52.15_561DDE22-5845-4BF6-BCCD-8935BFCAF128.jpeg
Foto: Divulgação
20/04/2019 às 19:32

Hissa Abrahão, Madalena Silva e Adjuto Afonso foram aclamados presidente, vice- presidente e secretário-geral do Diretório Regional do Partido Democrático Trabalhista (PDT-AM), respectivamente, neste sábado (20). Com a nova composição, o partido quer alinhar as diretrizes e focar nas eleições municipais de 2020, para a qual Hissa já tem o aval do presidente nacional, Carlos Lupi, para concorrer ao cargo de prefeito pela legenda

O presidente reeleito relembrou que conseguiu quase 300 mil votos quando concorreu ao cargo para o Senado Federal em 2018, e disse que o partido vai apostar na juventude que chegou ao PDT para garantir vagas nas Câmaras Municipais e também nas prefeituras do Amazonas.

“Vencemos todos os caciques políticos na capital, eleitoralmente falando. Hoje sei quanto o PDT é vanguarda de um projeto político que não quer mais essa oligarquia e nem quer o novo sem experiência. Quero ver também as mulheres que chegaram ao partido, sendo candidatas ao cargo de vereadoras ou prefeitas dos municípios”, afirma Abrahão.

Madalena Silva era militante do PDT e presidia a Ação da Mulher Trabalhista no Amazonas (AMT-AM). Este é o primeiro cargo dela no partido. 

O antes vice-presidente e agora secretário-geral, Adjuto Afonso, disse que se sente mais confortável no novo cargo porque agora pode discutir e coordenar o partido junto com o presidente.

“Na próxima eleição não vai mais ter coligação, será eleição direta, então é mais um momento de a gente trazer pessoas que tenham densidade de votos para poder eleger dois ou três vereadores. Eu quero deixar a marca do PDT no interior do Estado. Dá para a gente fazer uma quantidade boa de vereadores, fazer o partido crescer”, diz o deputado estadual.

O mandato da nova chapa tem duração de dois anos.

Novas caras

Para o presidente da juventude do PDT, Rafael Barros, é importante que a juventude seja ouvida e reconhecida. “A juventude cumpre seu papel de ser irreverente e cobrar as atitudes que devem ser cobradas pelos nossos presidentes. E o Hissa, sempre me diz que a gente nunca é aquilo que fala, mas sim o que faz. Portanto, é isso que o presidente Hissa tem feito no partido, dessa forma, quero parabenizar o ex-deputado pela gestão”, ressalta. 

Para a presidente nacional da Ação da Mulher Trabalhista (AMT) e vice-presidente nacional do PDT, Miguelina Vecchio, o partido está em nome da unidade, frente de um adversário tão poderoso. “Os adversários do PDT não podem estar aqui nessa sala. Os adversários estão na Presidência da República, estão naqueles que querem desconstruir a Amazônia, os direitos do povo amazonense”, pontua.

*Por Suelen Gonçalves.

News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.