Publicidade
Cotidiano
Notícias

Ex-prefeito de Canutama (AM) é condenado a devolver R$ 2,5 mi

TCE reprovou as contas do exercício de 2008 de Raimundo Sampaio da Costa por irregularidades em contratos para construção de escolas e pavimentação das ruas do município 02/03/2016 às 20:46
Show 1
Sede do TCE-AM, em Manaus
aristide furtado Manaus (AM)

O Tribunal de Contas do Estado (TCE-AM) reprovou nesta quarta-feira (2) a prestação de contas de 2008 do ex-prefeito do Município de Canutama (a 555 quilômetros de Manaus) Raimundo Sampaio da Costa, que não apresentou defesa e foi  julgado à revelia. O ex-prefeito foi condenado a pagar  R$ 2,5 milhões. Mas ainda pode recorrer dessa decisão.

De acordo com o relator do processo, conselheiro Julio Cabral,  a reprovação foi baseada em dezenas de impropriedades encontradas no processo, entre elas a não comprovação da execução dos serviços pagos, não alcançando a finalidade em servir a comunidade para quais foram previstos em obras de  ampliação e manutenção da rede escolar, abertura, pavimento e restauração de ruas e avenidas; e atraso no encaminhamento dos relatórios ao TCE-AM.

Outras decisões

O ex-presidente da Câmara Municipal de Carauari (a 702 quilômetros de Manaus), Paulo Vinícius Ferreira da Silva, também teve as contas de 2012 julgadas irregulares pela corte por não justificar com documentos  que a Manaus Aero Taxi LTDA era a única empresa aérea a realizar o percurso Carauari-Manaus e Manaus-Carauari, indicando também se o contrato foi executado integralmente, bem como o quantitativo de passagens aéreas utilizadas com as justificativas de viagens. Por isso foi condenado a devolver mais R$ 70 mil.

Publicidade
Publicidade