Publicidade
Cotidiano
NOVA CONDENAÇÃO

Ex-presidente Lula é condenado a 12 anos e 11 meses de prisão no caso do sítio de Atibaia

A sentença foi assinada pela juíza federal Gabriela Hardt, que conduz os processos após a saída do ministro Sérgio Moro. 06/02/2019 às 14:45 - Atualizado em 06/02/2019 às 15:01
Show lula 34343 34c0ba10 5606 44fe 89ee 6d00ba79868c
(Foto: Reprodução Internet)
acritica.com Manaus (AM)

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi condenado nesta quarta-feira (6), a 12 anos e 11 meses de prisão no processo da Operação Lava Jato referente ao sítio de Atibaia. De acordo com a sentença, assinada pela  pela juíza federal Gabriela Hardt, ele recebeu R$ 1 milhão em propinas referentes às reformas do imóvel. O sítio está em nome de Fernando Bittar, filho do ex-prefeito de Campinas, Jacó Bittar. 

De acordo com a sentença da juíza, que conduz os processos após a saída do ex-juiz e agora ministro Sérgio Moro, as obras foram custeadas pelas empreiteiras OAS, Odebrecht e Schahin.Além de Lula, também foram condenadas outra sete pessoas, entre elas o empresário José Adelmário Pinheiro Neto, o Léo Pinheiro, ligado a OAS, a 1 ano, 7 meses e 15 dias e o pecuarista José Carlos Bumlai, amigo de Lula, a 3 anos e 9 meses. Marcelo Odebrecht e Emílio Odebrecht também foram condenados. 

De acordo com a operação, as obras foram pagas por José Carlos Bumlai, pela OAS e pela Odebrecht, que teria custeado R$ 700 mil do total da obra. Bumlai negou ter feito o pagamento. No entanto, no decorrer dos autos, o ex-segurança de Lula, Rogério Aurélio Pimentel, apontado pelos delatores como o homem de confiança que tocava a obra, confirmou os pagamentos feitos pela Odebrecht.

Esta é a segunda condenação do ex-presidente Lula, que já cumpre pena de 12 anos e um mês de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro no que ficou conhecido como o caso do 'Triplex' no Guarujá. 

Publicidade
Publicidade