Publicidade
Cotidiano
Notícias

Fabricado no Brasil, novo Jeep Renegade reinventa SUV

Pronto para competir no segmento de SUV’s on e off-road, o Jeep Renegade chega às concessionárias a partir no início de abril 28/03/2015 às 13:18
Show 1
Novo jeep tem pneus de uso misto
Loyana Camelo* ---

Com 74 anos de existência, a Jeep começa um novo capítulo de sua história. Desde fevereiro, quando saiu do Polo Automotivo Jeep (em Goiana, PE) o primeiro modelo da marca produzido em terras brasileiras, estão a mil as expectativas de como seria o batizado de Jeep Renegade. Nesta semana, em evento realizado na cidade maravilhosa, a curiosidade acabou e as três versões do veículo (Sport, Trailhawk e Longitude) foram apresentadas à imprensa.

Pronto para competir no segmento de SUV’s on e off-road, o Jeep Renegade chega às concessionárias a partir no início de abril. Os preços vão de R$69.900 (versão manual do Sport, motor 1.8, Flex 4X2) a R$ 116.990 (Trailhawk top de linha). Cada carro traz consigo 71 acessórios e a possibilidade de mais de 60 combinações de itens opcionais.

Para combinar com o espírito moderno e aventureiro que o senso comum conecta ao nome Jeep, em sua campanha publicitária foi usada a música “Águas de Março” para mesclar a ideia de brasilidade com as adversidades que o carro tem a capacidade de enfrentar.

Design

O Jeep Renegade produzido na fábrica de Goiânia (segundo a marca, esta é a mais moderna das fábricas do grupo FCA – Fiat Chrysler Automobiles) vem nas cores branco, preto, vermelho, prata, verde e laranja (somente para o Trailhawk). O design dos veículos foi inspirado no Wrangler, segundo o chefe da equipe de design da Chrysler, Ralph Gilles.

“Fizemos uma fusão do divertido com o interessante. Você nunca vai sentir que o cara ao lado tem um carro melhor”, disse. Segundo Gilles, existem 25 “easter eggs” (surpresas, nesse caso, relativas ao design) espalhados no Jeep. E para deixá-lo ainda mais brasileiro, Gilles que foi dado um “up” na traseira do carro. O espírito aventureiro, por si, está em toda a extensão do veículo - o destaque vai para o sistema de teto solar removível “My Sky”.

Desempenho

O Renegade vem com motores 1.8 flex e 2.0 turbodiesel. Ralph Gilles fez questão de frisar que trata-se de um carro “relevante” tanto no on como no off-road, e como não poderia deixar de ser, o test drive foi feito em ambos.

O modelo escolhido pela equipe de A CRÍTICA foi o Sport 2.0 automático de seis marchas. A primeira parte do trajeto, feita em rua asfaltada, apresentou bom desempenho. Não há como negar, porém, que no momento em que se adquire um Jeep, a maior expectativa é em relação ao seu desempenho na estrada.

Por isso, o trecho super acidentado escolhido para testar o carro foi essencial para dar o veredito: o Renegade segura bem os solavancos com mínimo de ruído. A tração 4x4, que vem em todas as versões, é acionada automaticamente quando necessário. Os modelos 4x4 também possuem opção para quatro tipos de terreno.

*A repórter viajou a convite da Jeep.

Publicidade
Publicidade