Publicidade
Cotidiano
Notícias

Fabricantes de televisores no clima de disputa em tempos de Copa

Faltando um ano para a Copa, as grandes fabricantes de televisores do País já preparam seus “esquemas táticos” para colocar seu time de televisores em campo e tentar conquistar o título de “TV da Copa” no ano que vem 16/06/2013 às 09:57
Show 1
A Sony, que é patrocinadora oficial da Copa do Mundo, deve investir cerca de R$ 500 milhões no País até 2014
Adan Garantizado Manaus, AM

Decorar ruas e casas de verde e amarelo e espalhar a bandeira do Brasil pelo maior número de lugares possíveis não são as únicas tradições do brasileiro em tempos de Copa do Mundo. O mundial de futebol é encarado por muitos como o momento ideal para trocar o aparelho televisor. Afinal, todo mundo quer “marcar um golaço” reunindo a turma para assistir os jogos em aparelhos interativos, de alta definição e sem risco de “chuviscos” atrapalhando a torcida.

Faltando um ano para a Copa, as grandes fabricantes de televisores do País já preparam seus “esquemas táticos” para colocar seu time de televisores em campo e tentar conquistar o título de “TV da Copa” no ano que vem. Durante a semana, conversamos com algumas empresas do setor e “escalamos” algumas novidades e tendências que devem entrar em campo nos lares brasileiros em 2014.

A Philips colocou no mercado no mês de abril a “série 8000”, que engloba 24 modelos com o que há de mais avançado no mercado. A grande atração da fabricante é a tecnologia Ambilight, que oferece ao consumidor uma percepção de expansão da tela, proporcionando uma espécie de “imersão” na TV. A borda ultrafina de 3,2 cm de espessura ajuda no efeito. Os modelos custam a partir de R$ 2,5 mil. A Philips ainda deve lançar neste ano a sua “TV de vidro”, um aparelho de LED transparente e sem moldura, no tamanho de 55 polegadas.

Para a gerente de marketing e pesquisa de mercado da TP Vision (Joint-venture da Philips com a chinesa TPV Technology), Alessandra Aguiar, as projeções para o ano da Copa são otimistas. “Estamos com o planejamento focado para termos um bom número de telas no ano que vem. Acredito que as telas grandes serão as mais procuradas durante a Copa. As smart TV’s também devem crescer”, destacou Alessandra.

Ofensiva

A multinacional coreana LG lançou em maio a sua linha de Smart TV. A grande novidade foi o controle “Smart Magic”, que tem comando de voz. Dois dos modelos da linha são os candidatos a se tornar o “craque” da Copa”. A TV Ultra HD LM9600, de 84 polegadas e que custa R$ 44.999, e a LA8600, de 60” e 55”, que custa R$ 10.999 e  R$ 8.999, respectivamente.

Em ambas, o aplicativo “Social Center” está instalado. Ele permite que o usuário faça posts por voz sobre a partida em redes sociais, ao mesmo tempo em que assiste ao jogo. Todas elas são fabricadas na Zona Franca de Manaus (ZFM).

Tecnologia 4K no ataque

Outra fabricante que promete colocar uma “seleção de ponta” nas prateleiras é a Sony. A multinacional, que é patrocinadora oficial da Copa do Mundo, deve investir cerca de R$ 500 milhões no País até 2014, incluindo melhorias na fábrica localizada na Zona Franca de Manaus. As TV’s “camisa 10” da Sony são as que possuem a tecnologia 4K. Com 55 e 65 polegadas, estes equipamentos reúnem o que há de mais moderno em alta resolução de imagem e altíssima qualidade de som. A resolução chega a ser quatro vezes superior ao de uma TV Full HD. Os pixels individuais de uma TV 4K não são vistos, o que cria a experiência de assistir a uma imagem real. A linha 4K da Sony deve chegar ao mercado em julho e ainda não possui preço definido.

 A Panasonic é outra empresa que entra forte na briga pela TV da Copa. O alvo da multinacional japonesa para a Copa do Mundo está definido: a classe C. A estratégia é focar em telas planas com preços mais acessíveis para que todos possam “fazer a festa” durante a Copa. A Viera LCD de 32’’, por exemplo, custa R$ 1.099. A linha de Smart TV da linha Viera também deve ser incrementada no ano que vem. Atualmente, a top de linha da Panasonic é a Viera LED 3D, que custa R$ 5.999,00.


Publicidade
Publicidade