Sábado, 20 de Abril de 2019
publicidade
1.jpg
publicidade
publicidade

Notícias

Faleceu aos 94 anos Mikahil Kalashnikov, criador do rifle de assalto AK-47

‘Se soubesse que minha invenção mataria tantas pessoas, teria inventado um cortador de grama’, disse Mikahil


23/12/2013 às 13:34

Faleceu nesta segunda-feira (23) o criador do rifle de assalto AK-47, o russo Mikhail Kalashnikov que, desde 17 de novembro, estava em tratamento intensivo contra uma doença não revelada no Centro Clínico Diagnóstico localizado na Republica da Udmúrtia, parte da Federação Russa. A notícia foi veiculada no site Voz da Russia.

Em nota, o presidente da Udmurtia, Victor Chulkov lançou nota de pesar pelo falecimento de Kalashnikov. "Hoje, dia 23 de dezembro, recebemos uma triste notícia: morreu aos 94 anos, após uma doença longa e séria, o proeminente criador de armas de fogo Mikhail Kalashnikov".

Mikhail Kalashnikov nasceu na aldeia Kuria, região de Altai, em 10 de novembro de 1919. Ele foi membro do exército soviético por décadas na área de desenvolvimento bélico. Foi a ele delegada a tarefa de desenvolver uma nova metralhadora para o exército vermelho durante a 2º Guerra Mundial. O projeto demorou mais que o esperado e o aguardado AK-47 só foi lançado dois anos após o fim do conflito. No entanto, a invenção tornou-se o rifle de assalto mais utilizado em todo o mundo, principalmente em guerrilhas.

Triste com a utilização de sua arma fora do exército soviético, e posteriormente russo, Kalashnikov já havia demonstrado sua resginação quanto o destino de sua ideia. ‘Se soubesse que minha invenção mataria tantas pessoas, teria inventado um cortador de grama’, disse.


publicidade
publicidade
Wanderley Andrade realiza sonho e grava CD nos Estados Unidos
SSP irá investigar a participação de policiais em roubo a banco em Parintins
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade

publicidade
publicidade

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.