Terça-feira, 23 de Abril de 2019
publicidade
1.jpg
publicidade
publicidade

Notícias

Falsidade ideológica: homem é preso ao tentar sacar benefício do INSS em Manaus

O Acusado foi preso tentando retirar R$ 85 mil em nome de outra pessoa. Ele foi encaminhado para a sede da Polícia Federal.


18/04/2013 às 18:25

O estelionatário José Félix da Silva, 53, foi preso na tarde desta quinta-feira (17) por policiais da 8º Companhia Interativa Comunitária (Cicom) na agência da Caixa Econômica do bairro Compensa, Zona Oeste, tentando retirar o benefício do INSS no valor aproximado de R$ 85 mil em nome de outra pessoa.

Segundo informações dos policiais militares, o bancário que atendeu da Silva desconfiou quando viu o documento em nome de Roberto Andréas Szafranek, e acionou os policiais.

De acordo com informações de um funcionário do banco, o sistema constatou que Szafranek é um estrangeiro residente no país, e que mora em outro estado do Brasil.

publicidade

Da Silva foi encaminhado à sede da Polícia Federal em Manaus. Em nota enviada à imprensa, a PF informou que da Silva já praticava saques com certa freqüência na mesma agência e que ele faz parte de uma quadrilha interestadual de estelionatários.

Outro Caso

No dia 13 do mês março deste ano, o paraense Moacir Barra foi preso pela Divisão de Repreensão ao Crime Organizado (DRCO) ao tentar sacar R$ 65 milhões de uma conta bancária em agência do Banco do Brasil localizada na rua Guilherme Moreira, Centro de Manaus.

Barra portava cópias falsificadas de documentos e procuração em nome de uma mulher de 78 anos de idade que mora no estado do Rio de Janeiro.

publicidade
publicidade
Pai e filho são presos com 1 kg de drogas durante ação conjunta em Eirunepé
SSP irá investigar a participação de policiais em roubo a banco em Parintins
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade

publicidade
publicidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.