Publicidade
Cotidiano
SAÚDE

Farmacêutica amazonense cria instablog para sanar dúvidas sobre medicamentos

Segundo a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária),  a automedicação é “a utilização de medicamentos por conta própria ou por indicação de pessoas não habilitadas" 16/07/2017 às 02:38
Show vida0616 3f
(Foto: Divulgação)
Alexandre Pequeno Manaus (AM)

Quando bate aquela dor de cabeça, dor de dente ou no estômago, por exemplo, procuramos logo um remédio para aliviar o mal-estar, não é mesmo? O gesto comum pode parecer simples, mas a automedicação pode acarretar sérios problemas e consequências graves à saúde. Pensando nisso, a farmacêutica Bianca Ladislau, 25, lançou o instablog @onlinefarmaceutica, para auxiliar a população sobre os riscos da automedicação, além de alertar e informar sobre o uso dos remédios.

De acordo Bianca, a ideia para o instablog surgiu a partir de dúvidas de seus amigos e familiares. "A ideia surgiu há dois meses. Meus familiares e amigos foram os principais mentores do projeto. Chegavam com dúvidas a respeito de qual medicamento adequado para tal situação, e a partir daí achei válido compartilhar essa ideia com os amigos virtuais", afirma. Bianca trabalha em um hospital de oncologia e cardiologia.

Mesmo com pouco tempo de lançamento, o instablog já acumula mais de mil seguidores. Segundo Bianca, pessoas de todas as faixas etárias têm entrado em contato com ela para relatar suas dúvidas. "O retorno está sendo gratificante, tanto pelo lado profissional, com diversas perguntas que achamos que são simples, mas que ainda surgem dúvidas, como pílula do dia seguinte, antibióticos, e tanto pelo lado pessoal, pelos amigos que já criei, alunos de farmácia em geral e pessoas de todas as faixas etárias", conta Bianca.

Principais dúvidas

Bianca afirma que as principais dúvidas dos internautas estão relacionadas ao uso de antibióticos. “Os usos dos remédios desse tipo vêm crescendo ao longo dos anos e nós sabemos que as bactérias estão ficando mais resistentes, quando um paciente inicia um tratamento e é interrompido por uma bebida alcoólica ou por vontade própria, sabemos que a pessoa está propícia a uma resistência bacteriana”, conta.

Bianca ressalta que o uso de medicamento de forma incorreta também pode acarretar o agravamento de uma doença. “O uso de antibiótico de forma incorreta, ao invés de você solucionar a doença você pode provocar ela muito mais. A atenção para os antibióticos tem sempre que ser redobrada”, afirma a farmacêutica.

Saiba mais

Segundo a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária),  a automedicação é “a utilização de medicamentos por conta própria ou por indicação de pessoas não habilitadas, para tratamento de doenças cujos sintomas são percebidos pelo usuário, sem a avaliação prévia de um profissional de saúde (médico ou odontólogo).” A automedicação diz respeito, portanto, ao uso de medicamentos sem prescrição de um profissional habilitado.

Publicidade
Publicidade