Publicidade
Cotidiano
Educação

Feira mostra o esforço das faculdades em tornar a graduação mais atrativa

Sétima edição da Feira Norte do Estudante é um verdadeiro guia para os indecisos sobre os cursos e as novidades do ensino superior 29/09/2016 às 07:00
Show aguilar foto
Sétima edição do evento encerra sexta-feira (30), com programação entre as 9h e 22h no Manaus Plaza Shopping, na Chapada
Alik Menezes Manaus (AM)

Educadores e faculdades públicas e privadas apostam em novas metodologias e estratégias para atrair e motivar os futuros universitários do Amazonas. As novidades estão sendo apresentadas aos estudantes na 7ª Feira Norte do Estudante, que encerra sexta-feira (30). O evento está sendo realizado desde esta quarta-feira (28) no Manaus Plaza Shopping, localizado na avenida Djalma Batista, bairro Chapada.

Para a professora Yachico Wakiyama, curso de matemática da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), é necessário investir em aulas mais dinâmicas para motivar e cativar a atenção dos universitários, principalmente  dos calouros. 

“Investir em aulas fora da sala de aula, desenvolver projetos com eles e usar situações do cotidiano deles é importante para deixar as aulas mais atrativas e motivadoras. Essa tem sido uma aposta dos educadores pensando nesse novo público. É um grande desafio”, disse. 

Outra educadora que acredita que inovar com uma nova metodologia é o caminho para o desempenho dos alunos melhorar é a professora Wanilce Pimentel, coordenadora de extensão da Faculdade Metropolitana de Manaus (Fametro). Para ela é essencial investir em trabalhos interdisciplinares e também trabalhos fora da sala de aula, além de, por meio de projetos mais específicos, incentivar os alunos a ter o hábito de leitura. “Hoje muitos alunos não gostam de ler, por isso nós temos cursos de nivelamento, com aulas aos sábados, como uma maneira de estimular esse aluno”, afirmou. 

Além da preocupação em atrair os estudantes por meio estratégias de ensino, outra modalidade de curso do ensino superior que tem crescido no Amazonas é a graduação à distância.  Segundo dados do Sindicato das Mantenedoras de Ensino Superior, no Brasil cerca de 1,3 milhão de alunos estão matriculados cursos superiores a distância, sendo que 1,2 milhão estão na rede privada. 

De acordo com o coordenador de extensão da Ulbra, Rodrigo Sjlender, no último ano o crescimento foi de 15%. O educador destacou como pontos positivos a flexibilidade nos horários. “Estamos quebrando o preconceito que existe quando se fala de ensino a distância. Uma pesquisa recente aponta até que egressos dessa modalidade tem conseguido maior aprovação em concursos públicos. O grande responsável por isso, além do empenho do aluno, são os prazos de entrega de trabalho e atividades: nada fica pra depois. O aluno tem que cumprir prazos, ele se dedica mais e estuda mais”, apontou. 

De acordo com a coordenadora do evento, Inês Daou, a feira oferece aos jovens a oportunidade deles decidirem ou escolherem o curso que querem estudar. “Nós temos palestras, temos teste vocacional e por meio desse evento nós queremos ajudar a qualificar esses futuros profissionais. A gente junta todas as profissões em um único local e traz vários profissionais que vão ajudar esses jovens”, disse.

Entre as palestras disponíveis estão as de Técnicas de produção textual; Arquitetura na cidade de Manaus; Empreendedorismo de base tecnológica; Novas tecnologias e segurança da informação; Economia e Gestão de Finanças Pessoais; entre outras. Vale a pena conferir.

Publicidade
Publicidade