Quinta-feira, 19 de Setembro de 2019
Notícias

Feriados devem atrapalhar setor econômico do Amazonas em 2016, afirmam lideranças

Unindo dias de folga, setores do comércio e indústria terão alterações no expediente em pelo menos 17 dias. Lideranças criticam quantidade de datas



1.jpg Ministério do Planejamento divulgou datas dos feriados nacionais e pontos facultativos
08/01/2016 às 16:54

O ano de 2016 não deve ser fácil para a economia brasileira. Além dos problemas atrelados à crise econômica, outro agravante promete se tornar uma dor de cabeça para autoridades econômicas de todo o País: a extensa lista de feriados nacionais e pontos facultativos.

Ao todo, a quantidade de pontos facultativos anunciados pelo Ministério do Planejamento para feriados estaduais e municipais mostra que o empresário deverá adequar o itinerário do seu negócio em pelo menos 17 dias em 2016, incluindo o dia 1º de janeiro. Esse número pode ser ainda maior se o Estado decretar pontos facultativos quando as datas se aproximarem.

A portaria divulgada pelo órgão no Diário Oficial da União (DOU) define nove dias como feriados nacionais e cinco como pontos facultativos (veja abaixo). Um feriado é de origem da Administração Estadual e outro da Municipal.

Economia balança

“Em tempos de crise, o comércio sente a necessidade de abrir suas portas e vender o máximo que puder”, diz o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Manaus (CDL), Ralph Assayag.

Segundo o dirigente da entidade de lojistas, a quantidade de dias  impacta diretamente no setor de vendas. “Portugal fez políticas passando feriados para datas que o movimento não fosse tão intenso, e deu certo. Com certeza essa medida seria aplicável aqui no Brasil, mas teriam que ser vistos feriados desnecessários”, avaliou Assayag.

Perdas

A reivindicação também é feita pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Amazonas (Fecomércio-AM). O representante do órgão, José Roberto Tadros, não soube informar qual a parcela de perda do Estado nos feriados, porém disse  que o Brasil deixa de arrecadar o montante de US$ 50 bilhões anualmente.

Segundo Tadros, os comércios que costumam fechar mais cedo ou não abrir suas portas nesses dias ficam concentrados no Centro da capital ou na Zona Centro-Sul. “Na Zona Leste  e Norte funciona a todo vapor, independente do dia”. Para o representante, os feriados representam uma “pedra no sapato” para a economia.

Indústria

A Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan) estima que a indústria brasileira perca R$ 54,6 bilhões em 2016 com os feriados e pontos facultativos que caem em dias de semana. O valor representa 3,7% do PIB do setor.

Confira os feriados e pontos facultativos divulgados pelo Governo Federal:

1º de janeiro - Confraternização Universal

8 e 9 de fevereiro - Carnaval

10 de fevereiro - Quarta-feira de Cinzas

25 de março- Sexta-feira Santa

21 de abril - Tiradentes

1º de maio - Dia Mundial do Trabalho

26 de maio - Corpus Christi

5 de setembro - Elevação do Amazonas à categoria de província

7 de setembro - Independência do Brasil

12 de outubro - Dia de Nossa Senhora Aparecida

24 de outubro - Aniversário de Manaus

28 de outubro - Dia do Servidor Público

2 de novembro - Finados

20 de novembro - Consciência Negra

8 de dezembro - Dia de Nossa Senhora da Conceição

15 de novembro - Proclamação da República

25 de dezembro - Natal


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.