Publicidade
Cotidiano
Notícias

Festa de Corpus Christi 2015 acontecerá nesta quinta-feira (4) na Praça do Congresso

Trânsito será alterado nesta quarta-feira (3), a partir das 22 horas para a montagem do palco da missa, realizada na quinta-feira (4) 03/06/2015 às 16:58
Show 1
A procissão percorre as ruas Ramos Ferreira, Luiz Antony, 10 de Julho e Av.Eduardo Ribeiro
Acritica.com Manaus (AM)

Nesta quinta-feira (4), a A Arquidiocese de Manaus, através da Catedral Metropolitana Nossa Senhora da Conceição a Festa de Corpus Christi que acontecerá a partir das 17h, na Praça Antônio Bittencourt, mais conhecida como a Praça do Congresso.

A celebração de Corpus Christi comemora os 40 anos da realização do 9º Congresso Eucarístico Nacional, realizado em Manaus em 1975. Para o evento são esperados mais de 70 mil fiéis.

Ainda fazendo memória ao 9º Congresso Eucarístico, haverá uma exposição das fotos históricas do evento, no período de 1 a 30 de julho, no museu da Catedral de Nossa Senhora da Conceição, localizada na Praça Osvaldo Cruz, Centro de Manaus.

Segundo Padre Charles, a celebração terá três grandes momentos, a primeira será a missa que ocorrerá às 17 horas, na Praça do Congresso; depois ocorre a procissão e por fim, adoração solene e benção do Santíssimo Sacramento, na Avenida Eduardo Ribeiro com a Avenida 7 de Setembro. 

“A Eucaristia é o ponto central da nossa fé, é o sacramento fundamental da vida da Igreja, é a memória do mistério pascal e o sinal que Jesus deixou. Nós Católicos acreditamos que no pão consagrado está o corpo de Cristo, que há uma presença sacramental misteriosa, mas real, por que Jesus permanece no pão consagrado. A Igreja Católica é convidada a celebrar a missa e a sair em procissão, dando assim o testemunho público de sua fé”, explicou Dom Sérgio Castriani.

Corpus Christi
Na quinta-feira, após a solenidade da Santíssima Trindade, a Igreja celebra devotamente a solenidade do Santíssimo Corpo e Sangue de Cristo, festa comumente chamada de Corpus Christi.

A motivação litúrgica para tal festa é, indubitavelmente, o louvor merecido à Eucaristia, fonte de vida da Igreja.
Desde o princípio de sua história, a Igreja devota à Eucaristia um zelo especial, pois reconhece neste sinal sacramental o próprio Jesus, que continua presente, vivo e atuante em meio às comunidades cristãs.

Celebrar Corpus Christi significa fazer memória solene da entrega que Jesus fez de sua própria carne e sangue, para a vida da Igreja, e comprometer-nos com a missão de levar esta Boa Nova para todas as pessoas. 

O Povo de Deus encontra nesta data a possibilidade de manifestar seus sentimentos diante do Cristo que caminha no meio do Povo.
Foram as visões de uma freira agostiniana, chamada Juliana, que historicamente deram início ao movimento de valorização da exposição do Santíssimo Sacramento.

Em 1209, na diocese de Liége, na Bélgica, essa religiosa começa ter visões eucarísticas, que se vão suceder por um período de quase trinta anos. Em 1246, celebrou-se pela primeira vez uma festa do Corpo de Cristo, que se estendeu a festa para toda Igreja, no ano de 1264.

Mas a difusão desta festa litúrgica só será completa no pontificado de Clemente V, que reafirma sua significação no Concilio de Viena (1311-1313).

Alguns anos depois, em 1317, o Papa João XXII confirma o costume de fazer uma procissão, pelas vias da cidade, com o Corpo Eucarístico de Jesus, costume testemunhado desde 1274 em algumas dioceses da Alemanha. O Concílio de Trento (1545-1563) vai insistir na exposição pública da Eucaristia, tornando obrigatória a procissão pelas ruas da cidade. 

Atualmente a Igreja conserva a festa de Corpus Christi como momento litúrgico e devocional do Povo de Deus. O Código de Direito Canônico confirma a validade das exposições públicas da Eucaristia e diz que principalmente na solenidade do Corpo e Sangue de Cristo, haja procissão pelas vias públicas.

Trânsito alterado

A avenida Eduardo Ribeiro, no Centro, será interditada no trecho entre a Sete de Setembro e a rua Saldanha Marinho,  nesta quarta-feira (3) a partir das 22 horas para a montagem do palco da missa de Corpus Christi, que será celebrada às 17h de quinta-feira (4)

Trinta agentes do Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização do Trânsito (Manaustrans) farão o controle do trânsito para possibilitar a fluidez de veículos, a segurança dos fiéis e dos demais usuários das vias. Como consequência da interdição, quem segue pela avenida Sete de Setembro,  em ambos os lados, só poderá virar em direção ao relógio municipal. 

Na quinta feira, a partir das 15 horas, o trecho da rua Ramos Ferreira, entre a rua Tapajós e a rua  Ferreira Pena, será interditado para a concentração dos fiéis.

Em seguida, a procissão sairá da Praça do Congresso e seguirá pelas ruas Luis Antony e Dez de Julho até a avenida Eduardo Ribeiro.

O término do evento será com uma Adoração ao Santíssimo na esquina das Avenidas Eduardo Ribeiro e Sete de Setembro, Centro. As vias serão liberadas conforme a passagens dos fiéis.

Programação: 
- 16h - inicia a acolhida/animação – Local: Praça do Congresso 
- 16h30 - será realizado um breve resgate histórico do IX Congresso Eucarístico Nacional, realizado em 1975 com a releitura da mensagem do Papa Paulo VI aos participantes daquele encontro (1975) - Local: Praça do Congresso 
- 17h - inicia a Celebração Eucarística – Altar montado na escadaria do IEA - Praça do Congresso  
- Após a missa acontece a procissão – Trajeto: ruas Ramos Ferreira, Luiz Antony, 10 de Julho e finalizará na Avenida Eduardo Ribeiro, com a Sete de Setembro, encerrando  com a solene adoração e benção do Santíssimo Sacramento.

*Com informações da assessoria de imprensa

Publicidade
Publicidade