Publicidade
Cotidiano
Notícias

Firefox OS aumenta sua presença no Brasil com o lançamento do OneTouchFire C, da Alcatel

Empresa de softwares de código livre passa a investir mais no segmento móvel de forma a oferecer alternativas aos sistemas dominantes 15/10/2014 às 09:20
Show 1
Andreas Gal, CTO da Fundação Mozilla, que acaba de lançar no Brasil o Alcatel OneTouchFire C
lucas jardim* São Paulo (SP)

Lançado no Brasil no salão de exposição da Futurecom, o Alcatel OneTouchFire C representa o aumento da presença do Firefox OS, o sistema operacional da Fundação Mozilla, uma organização sem fins lucrativos largamente famosa por ter criado o Firefox, um dos navegadores de internet mais usados no mundo.

O sistema, lançado no Brasil no ano passado com a chegada do LG Fireweb. Na época, o Brasil era o terceiro mercado em que ele era lançado, e só três aparelhos o rodavam. Agora, são 24 mercados que comercializam os agora 12 telefones que rodam o Firefox OS.

Segundo o CTO da companhia, Andreas Gal, o fato de a fundação não buscar lucro a coloca numa posição diferenciada dentre as desenvolvedoras de software e a estimula a manter a postura de agente provocadora em um mercado cada vez mais centralizado.

“A Mozilla foi criada, 15 anos atrás, quando a Microsoft era monopolista do mercado de navegadores, uma vez que só existia um navegador, o Internet Explorer. Isso era muito ruim pois, se só existe um, não havia escolha, não havia inovação nem competição, então a fundação foi criada para criar competição nesse mercado, para garantir que essa tecnologia seja aberta, então seja lá qual navegador você use, o fato de você poder escolher [...] se deve ao fato de nós lutarmos mantê-la aberta”, contou Andrés.

A dominância de mercado em poucas mãos no mercado móvel levou a companhia a entrar no ramo de telefonia. “Nós sentimos que o espaço de móveis parece muito com o espaço de desktops há 15 anos. Não existe monopolista, existe um duopólio: existe o Android e existe o iOS e ambos trabalham de uma maneira em que eles usam tecnologia para prender você no sistema”, explicou. Ele ainda comparou o iPhone a uma corrente. “É uma corrente brilhante, é legal, mas você não pode escapar dela”, atirou.

Classes emergentes

Outro diferencial da empresa é seu foco nas classes emergentes desde sua inserção na telefonia móvel, em contraposição ao foco na classe AAA, que ele percebe em outras companhias. “Vemos essa onda de celulares que são muito caros e de ponta, mas também vemos que os bilhões de pessoas que estão se juntando ao mundo online, eles estão procurando um dispositivo em conta e de nível inicial, muitos procurando seu primeiro smartphone”, estabeleceu o CTO.

Firefox Hello

Andrés também comentou sobre o lançamento do Firefox Hello, um serviço desenvolvido em parceria com a Telefónica Vivo, que permite com que os usuários façam chamadas de áudio e vídeo para qualquer usuário que possua um navegador que utilize Web Real Time Communication (WebRTC), como Safari, Chrome ou Opera.

Com o Hello, o usuário monta um espaço virtual de conversa, acessível por um link, que pode ser encaminhado para quem ela deseje contatar e a conversa é realizada no próprio navegador. Ainda como diferencial, quem quiser o usar o serviço não precisa de cadastrar: é só ter um Firefox e sair conversando.

*O repórter viajou a convite da Telefônica Vivo

Publicidade
Publicidade