Publicidade
Cotidiano
Notícias

Fiscalização do CRO-AM flagra falso dentista atuando em consultório no bairro São José

Segundo João Franco, presidente do conselho, o falso dentista é técnico de prótese dentária e estava com pacientes no momento da abordagem da fiscalização 15/06/2015 às 15:10
Show 1
Antônio Oliveira Arruda foi conduzido para o 9º Distrito Integrado de Polícia (9º DIP)
acritica.com Manaus (AM)

Neste final de semana, o Conselho Regional de Odontologia do Amazonas (CRO-AM) realizou uma ação de fiscalização pra combater o exercício ilegal da profissão e outras irregularidades na área da odontologia.

Bairros como São José e Amazonino Mendes, Zona Leste de Manaus foram verificados e os fiscais e membros da diretoria do CRO-AM flagraram um falso dentista atendendo pacientes em um consultório atrás da feira do São José.

Segundo João Franco, presidente do conselho, o falso dentista Antônio Oliveira Arruda é técnico de prótese dentária e estava com pacientes no momento da abordagem da fiscalização.

“No local onde ele atendia, tinha uma placa com o nome de um cirurgião-dentista inscrito no CRO, e que será notificado para retirar essa placa, já que induz as pessoas a pensarem que o técnico era o dentista”, disse o presidente.

Antônio Oliveira Arruda foi conduzido para o 9º Distrito Integrado de Polícia (9º DIP), com apoio dos policiais militares da 9ª Companhia Interativa Comunitária (9 Cicom), para os procedimentos legais.

“Outras irregularidades também foram verificadas e serão apuradas no conselho, como a atuação de estudantes de odontologia atendendo em consultórios e técnicos de prótese que também foram denunciados por atender pacientes”, disse.

O exercício ilegal da profissão na área de odontologia representa um grande risco à saúde, ressaltou o presidente João Franco. O crime é previsto no Código Penal Brasileiro e prevê pena de detenção.

“É importante que as pessoas saibam que somente o cirurgião-dentista pode fazer qualquer procedimento na boca do paciente, porque ele tem a formação necessária para isso. Um falso dentista, além de estar cometendo um crime, coloca em risco a saúde do paciente, expondo inclusive a doenças”, disse.

De 2014 até maio de 2015, o Conselho Regional de Odontologia do Amazonas (CRO-AM) emitiu 361 notificações por diversos tipos de irregularidades na área de odontologia, dentre elas o Exercício ilegal. No ano passado, foram registrados 13 casos e neste ano mais nove de exercício ilegal.

O Amazonas tem, aproximadamente, 4 mil profissionais inscritos.  A população pode ajudar no combate aos falsos dentistas denunciando para o conselho e ainda para os órgãos de polícia, já que o exercício ilegal da profissão é um crime previsto no Código Penal Brasileiro (CPB).

O CRO Amazonas possui sede na Rua Silva Ramos, nº 71, no Centro de Manaus. As denúncias podem também ser feitas pelo 0800 284 1380, pelo telefone 3131-2207, além do número 99618-8148

*Com informações da assessoria de imprensa

Publicidade
Publicidade