Sexta-feira, 19 de Julho de 2019
Notícias

Fisioterapeutas do AM reivindicam eleição para escolha de delegado regional

De acordo com Rossine Fernandez, os profissionais do Estado são atendidos pelo 12º Conselho Regional (12º Crefito), com sede em Belém (PA), e sofrem prejuízos por conta da distância do órgão de Manaus, onde há apenas uma delegacia do conselho.



1.jpg O Crefito 12 atende sete estados, Amazonas, Pará, Tocantins, Roraima, Maranhão, Amazonas e Amapá.
02/08/2013 às 20:46

Estudantes e profissionais fisioterapeutas do Amazonas iniciaram uma campanha de mobilização pedindo que o Conselho Federal de Fisioterapia e Terapia Ocupacional (Cofitto) instale um Conselho Regional no Amazonas, com sede na capital e faça eleições para a escolha do delegado regional, que atualmente, é feito por meio de indicação direta.

Segundo o coordenador da mobilização, o fisioterapeuta Rossine Fernandez, são grandes os prejuízos sofridos pelos profissionais com a falta de um órgão de representatividade. “Temos apenas uma delegacia regional, que não atende a demanda da categoria, onde o delegado é apenas indicado para assumir, sem qualquer tipo de participação ou opinião da categoria. Estamos no século 21, onde a democracia é palavra de ordem”, informou.

Os novos formados, por exemplo, de acordo com Rossine, esperam até três quatro meses para conseguir o registro profissional obrigatório. “Muitos perdem oportunidade profissionais por causa dessa demora na emissão do registro, pois as seleções de empresas exigem o documento”, disse.

Segundo Rossine, o Amazonas possui cinco mil profissionais formados em Fisioterapia, sendo que somente 1.600 têm registro profissional. “A maioria não se registra por conta do baixo índice de empregos na área apesar da demanda reprimida de atendimento que chega a três mil pacientes sem tratamento por mês em Manaus”, afirmou.

O Crefito 12 atende sete estados, Amazonas, Pará, Tocantins, Roraima, Maranhão, Amazonas e Amapá. De acordo com Rossine, praticamente todas as outras categorias profissionais possuem conselhos de classe em Manaus. “Aqui nós temos apenas uma delegacia do conselho. Nossa proposta é o desmembramento do conselho regional para que tenhamos uma sede do órgão em Manaus, considerada a capital do Norte do País”, disse.

Segundo Rossine, Manaus tem cinco instituições de ensino superior, incluindo a Universidade Federal do Amazonas (Ufam), com curso de bacharelado em Fisioterapia. “Há cada seis meses seis, essas instituições formam  150 novos fisioterapeutas, que esbarram na burocracia de ter um conselho regional com sede em outro estado”, afirmou.

Ele ressalta que um abaixo-assinado está sendo preparado para ser entregue ao conselho federal, com forma de sensibilizar e apresentar a necessidade da criação de um conselho regional na capital Manaus. 

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.