Publicidade
Cotidiano
Próximos dois anos

Flávio Pascarelli toma posse como presidente do Tribunal de Justiça do Amazonas

Prometendo uma administração participativa e democrática, Pascarelli pretende já na próxima semana conversar com o governador José Melo sobre crise econômica e o TJ-AM 04/07/2016 às 20:05 - Atualizado em 04/07/2016 às 21:17
Janaína Andrade Manaus (AM)

Eleito novo presidente do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) para o biênio 2016/2018, o desembargador Flávio Pascarelli tomou posse na noite desta segunda-feira (4) com a promessa de fazer uma administração participativa e democrática.

“Todos falam em crise. Penso que no primeiro momento a palavra crise nos remete a incertezas, mas no segundo momento nos remete a soluções, medidas certas. É preciso que os chefes dos três poderes se reúnam para uma discussão transparente da divisão do orçamento”, afirmou.

O magistrado afirmou, em entrevista, que pretende já na próxima semana requerer ao governador José Melo uma reunião para a discussão do tema. Entre as preocupações do desembargador está a situação do interior do Estado, onde segundo ele algumas comarcas estão sem juízes titulares e com dificuldades relacionadas à infraestrutura.

Na cerimônia de posse, o desembargador Ari Moutinho discursou em nome do Tribunal Pleno, e declarou que “plena e firme é a fé na administração do desembargador Flávio Pascarelli”. “Tenho a certeza que o senhor terá a participação e ajuda de Deus pares e de todo Tribunal Pleno. Não temos dúvida que além das qualidades morais e jurídicas,  a sua administração será marcada pela verdade e prosperidade”, afirmou Moutinho.

Na mesma ocasião foram empossados o vice-presidente da instituição, desembargador Jorge Manoel Lopes Lins, e o novo corregedor geral de Justiça, Aristóteles Lima Thury. A cerimônia de posse ocorreu às 18h, no Teatro Amazonas, localizado no Centro de Manaus.

O evento contou com a presença do governador e vice-governador, José Melo (Pros) e Henrique Oliveira (SDD), respectivamente; o prefeito de Manaus, Arthur Neto (PSDB); o presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (ALE-AM), deputado Josué Neto (PSD); o ex-prefeito e ex-governador Amazonino Mendes (PDT), da então presidente do TJ/AM, desembargadora Graça Figueiredo; o presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-AM), Yedo Simões; procurador-geral de Justiça do Estado do Amazonas, Fábio Monteiro; o presidente do Tribunal de Contas do Estado (TCE/AM), Ari Moutinho Junior, além de membros do judiciário, deputados e vereadores.

Histórico

Flávio Pascarelli — que foi eleito no último dia 3 de maio para a presidência do TJAM — é natural de Manaus e graduado em Direito pela Universidade Federal do Amazonas (Ufam). Ele militou na advocacia no período de 1980 a 1984, e ingressou na Magistratura Estadual em abril de 1984. Em 2008, foi nomeado desembargador e passou a compor a Corte do TJ-AM. Assumiu o cargo de vice-presidente do TJ entre setembro de 2009 a abril de 2010.

Pascarelli foi vice-presidente e corregedor do Tribunal Regional Eleitoral (TRE/AM) de abril de 2010 a abril de 2012, quando então assumiu a presidência do TRE/AM, permanecendo no cargo até abril de 2014, ocasião em que foi eleito para o cargo de corregedor-geral do TJ-AM, para o biênio 2014/2016.

Na área acadêmica, também foi coordenador de cursos na Escola de Magistratura do Amazonas, no período de 1999 a 2003. Atuou como professor de graduação na Ufam e no Centro Integrado de Estudos Superiores da Amazônia (Ciesa), e como professor convidado de pós-graduação na Ufam, na Universidade Estácio de Sá (RJ e MS); na Universidade Luterana (Ulbra) do Estado de Rondônia e na Escola Superior de Magistratura do Amazonas (ESMAM).

Publicidade
Publicidade