Publicidade
Cotidiano
Notícias

Funasa/AM cria comissão para reativar o sistema de esgoto do município de Maués

O sistema de esgotamento em Maués foi implantado em julho de 2009 e a Funasa repassou R$ 6.386.590,73 ao projeto que contou com a contrapartida da prefeitura 11/10/2013 às 15:52
Show 1
O grupo de trabalho ficou responsável por levantar, em um prazo mínimo, soluções para o retorno do sistema de esgotamento sanitário em Maués
ACRITICA.COM Manaus (AM)

A Fundação Nacional de Saúde do Amazonas (Funasa/AM), em reunião com representantes de outros órgãos públicos, criaram, nesta sexta-feira (11), uma comissão interinstitucional para reativar o sistema de esgotamento sanitário do município de Maués (a 257 quilômetros de Manaus). A definição ocorreu após técnicos da fundação constatarem que o sistema, financiado com recursos da Funasa, está parado no município desde julho de 2009 por falhas técnicas de operação.

A suspensão do serviço gerou uma audiência pública em Maués no dia 27 de setembro deste ano, quando foi decidido que membros de instituições públicas do Estado, do município e da Funasa ficariam responsáveis por levar soluções para a reativação do sistema, cujo atendimento deveria chegar a, aproximadamente, 30 mil pessoas na sede do município. O sistema de esgotamento em Maués foi implantado em julho de 2009 e a Funasa repassou R$ 6.386.590,73 ao projeto que contou com a contrapartida da prefeitura.

“A ausência de esgotamento sanitário no município de Maués está causando graves problemas de saúde pública na cidade. Por essa razão, estamos acelerando o processo de levantamento das falhas no sistema para reativá-lo o mais breve possível. Além do mais, não podemos permitir que um projeto que custou mais de R$ 6 milhões aos cofres públicos vire um elefante branco. Agradeço o apoio de colegas de outras instituições que se disponibilizaram a nos ajudar a resolver essa questão”, ressaltou o superintendente da Funasa/AM, Gedeão Amorim.

Na reunião de hoje ficou definido que a Comissão Interinstitucional de Maués será formada por cinco membros, sendo um coordenador (funcionário da Prefeitura de Maués); o responsável pelo Serviço Autônomo de Água Esgoto (SAAE) do município; um representante do Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam); um representante da Comissão de Meio Ambienta da Assembleia Legislativa do Estado (ALE-AM) e um servidor da Secretaria de Estado de Infraestrutura (Seinfra).

O grupo de trabalho ficou responsável por levantar, em um prazo mínimo, soluções para o retorno do sistema de esgotamento sanitário em Maués, como o diagnóstico da situação atual da instalação das redes; custo para a recuperação do sistema e um relatório de sugestões para o encaminhamento das soluções. “Como a Funasa não tem a função de operar o sistema de esgoto nos municípios, apresentaremos aos gestores meios seguros para a execução do serviço”, concluiu Gedeão Amorim.

Publicidade
Publicidade