Domingo, 01 de Agosto de 2021
Crime contra mulher

Funcionário da UPA Campos Sales é preso após dopar e estuprar pacientes

Pelo menos duas mulheres foram dopadas e estupradas após procurarem atendimentos na unidade de saúde



b2-33-e1595445723277_EA2B100D-B04A-48B5-A17E-D4D96766A203.jpg Foto: Reprodução / Internet
24/06/2021 às 12:30

O técnico de enfermagem John Euder Lima Gomes, 26, foi preso suspeito de abusar sexualmente de duas pacientes da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Campos Sales, na Zona Oeste. Durante atendimento, o homem aplicou medicamento nas vítimas para praticar os estupros, conforme delegada da Polícia Civil do Amazonas (PCAM).

A prisão ocorreu na casa do autor, localizada no bairro Coroado, na Zona Leste de Manaus, na noite de quarta-feira (24). De acordo com a delegada Kelene Passos, titular do 20° Distrito Integrado de Polícia (DIP), as mulheres chegaram à UPA buscando atendimento médico. O crime ocorreu no momento em que as vítimas ficaram sozinhas em uma sala junto com Euder, ainda conforme Passos.

A delegada afirmou que durante o atendimento, o indivíduo aplicou medicamento nas mulheres, fazendo-as dormir por alguns instantes.

Casos

Os crimes ocorreram em datas diferentes. O primeiro foi no dia 31 de outubro de 2020 e o segundo aconteceu no dia 31 de maio deste ano.

Ainda de acordo com a delegada, houve introdução de dedos nas partes íntimas da primeira vítima, que estava internada vítima de Covid-19. No caso da segunda paciente, houve penetração. “A segunda estava com muita dor e não conseguia andar sozinha”, disse.

Euder é técnico de enfermagem há três anos e trabalhava há um ano na UPA, de maneira terceirizada, ainda conforme Passos.

As vítimas tinham 37 e 24 anos. O técnico não tinha passagem pela polícia, segundo a delegada. “No início, ele foi muito educado, gentil, dizendo que iria aplicar a medicação”, disse.

Passos afirmou, ainda, que a divulgação do caso destina-se a proporcionar a manifestação de outras possíveis vítimas.

John Euder responderá pelo crime de estupro de vulnerável e será levado à Central de Recebimento e Triagem (CRT).

Posicionamento da SES

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM) determinou a abertura de sindicância para apurar o fato. A direção da UPA Campos Sales informou que todos os procedimentos administrativos foram realizados a partir da denúncia e que, o referido profissional, não faz mais parte do quadro funcional desta unidade de saúde. 

A direção do Complexo Hospitalar Zona Norte (CHZN) informa ainda que, os procedimentos administrativos foram colaborativos nas investigações policiais, que culminou na prisão do ex-funcionário da Unidade de Pronto Atendimento.




Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.