Publicidade
Cotidiano
Notícias

Funcionários da Prodam aderem ao ‘Movimento Bermuda Sim’, que permite o traje no trabalho

Para o diretor presidente da PRODAM, Márcio Silva de Lira, flexibilizar o traje no ambiente de trabalho é um meio de ajudar os colaboradores a enfrentarem o forte calor da cidade 23/10/2015 às 14:37
Show 1
No último mês, Manaus registrou a temperatura mais alta em 90 anos, com os termômetros marcando 38°c
acritica.com ---

Por conta das altas temperaturas e para incentivar o uso das bermudas no ambiente de trabalho, a Empresa de Processamento de Dados Amazonas S.A (PRODAM) desenvolveu a campanha #sextadabermuda, em que nesse dia está liberado o uso de bermudas para todos os colaboradores, conforme a portaria 243/2015.

Para o diretor presidente da PRODAM, Márcio Silva de Lira, flexibilizar o traje no ambiente de trabalho é um meio de ajudar os colaboradores a enfrentarem o forte calor da cidade. No último mês, Manaus registrou a temperatura mais alta em 90 anos, com os termômetros marcando 38.6º.

“Não podemos mudar o tempo lá fora, mas dá para amenizar os seus efeitos, além de aproximar a empresa dos colaboradores. A possibilidade de escolher uma peça menos formal e mais ‘leve’ para trabalhar pode contribuir inclusive para aumentar a produtividade. Afinal, trabalha melhor quem se sente mais confortável”, defende Márcio.

No entanto, é preciso bom senso no momento de escolher a peça, nada de bermuda de time, de surfe e nem com estampa chamativa, como floral. Além disso, nem todos os compromissos profissionais permitem o uso de bermuda. Em reuniões externas, por exemplo, o uso da bermuda continua sendo proibido. Nessas ocasiões, a preferência continuará sendo por roupas mais formais, mesmo às sextas-feiras.

A iniciativa foi inspirada no movimento #BermudaSim, que começou como uma brincadeira na internet e logo ganhou repercussão no país inteiro. Criado por Ricardo Ruliere, Vitor Damasceno e Guilherme Anchieta, o site www.bermudasim.com.br possui um recurso em que é possível mandar um e-mail para o chefe pedindo a liberação para o uso de bermuda.

*Com informações da assessoria de comunicação

Publicidade
Publicidade