Publicidade
Cotidiano
Notícias

Fundação Alfredo da Matta comemora 60 anos de atuação, com mutirão de atendimento

Programação terá início no sábado (22), com um mutirão de atendimento, que será levado ao bairro Jorge Teixeira, na Zona Leste de Manaus 20/08/2015 às 17:41
Show 1
Fachada da Fundação Alfredo da Matta (FUAM)
acritica.com* Manaus (AM)

A Fundação de Dermatologia e Venereologia Alfredo da Matta (Fuam), vinculada à Secretaria Estadual de Saúde (Susam), está comemorando neste mês de agosto 60 anos de criação. Uma programação especial, que incluirá eventos científicos e atividades comunitárias, foi organizada para marcar a data.

De acordo com o diretor-presidente da instituição, Helder Cavalcante, a programação terá início no sábado (22), com um mutirão de atendimento, que será levado ao bairro Jorge Teixeira, na zona Leste da Cidade.

“Optamos por começar com esta ação, voltada para a comunidade, para reiterar o compromisso da instituição, que há seis décadas se dedica a prestar atendimento de qualidade, altamente especializado e sempre atento às necessidades dos usuários dos nossos serviços”, disse ele.

O secretário estadual de Saúde, Pedro Elias de Souza, destaca o papel da instituição nas ações desenvolvidas pelo Estado, principalmente, no enfrentamento da Hanseníase. Durante décadas o Amazonas liderou o ranking dos estados brasileiros com o maior número de casos da doença. Em 2013, conseguiu sair do grupo das áreas hiperendêmicas para a infecção. Em 2014, fechou o ano já em 18% lugar no ranking, afastando-se cada vez mais dos primeiros colocados.

“A Fuam, que também tem papel estratégico nas ações de prevenção, diagnóstico e tratamento das Infecções Sexualmente Transmissíveis, é reconhecida internacionalmente pela expertise acumulada no combate à Hanseníase, inclusive atuando como instituição capacitadora de profissionais de saúde, de vários países das Américas, nessa área”, disse Pedro Elias.

Programação

O mutirão de atendimento programado para sábado, vai acontecer das 8h às 15h, no Centro de Educação de Tempo Integral  (Ceti) Elisa Bessa Freira, que fica na avenida Itaúba, s/n, próximo à Feira do Produtor. A atividade vai incluir exames de pele; testes rápidos para Sífilis e HIV (incluindo aconselhamento dos pacientes que realizarem o exame); e palestras educativas. A ação vai mobilizar médicos, enfermeiros, farmacêuticos, técnicos de laboratório e técnicos em dermatologia.

Na terça-feira (25), às 9h, a Fuam será homenageada durante a sessão plenária da Câmara Municipal de Manaus. A homenagem foi proposta pelo vereador Ewerton Wanderlei.

Na quarta e na quinta-feira (26 e 27), começa a programação científica, na sede da instituição. Na quarta, das 8h às 16h, no auditório da Fuam, acontece a apresentação dos projetos de pesquisa realizados por acadêmicos do Programa de Iniciação Científica (PAIC 2014-2015), que é executado pela Fuam, em parceria com a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam). Serão apresentados os resultados de 12 projetos de pesquisas, dos bolsistas que tiveram a oportunidade de ser acompanhados e orientados por profissionais da Fuam.

Na quinta-feira, a partir das 8h, será a vez da VI Jornada Científica, que reunirá o corpo clínico, os médicos residentes e acadêmicos bolsistas do PAIC, numa rodada de palestras sobre temas como “Hanseníase – manejo clínico dos casos”, “Infecções Sexualmente Transmissíveis – aspectos clássicos”, “Câncer de pele não melanoma”, “Psoríase – aspectos clínicos e epidemiológicos”, “Leishmaniose mucosa e visceral”, entre outros.

A programação se encerra na sexta-feira (28), dia do aniversário de 60 anos da instituição. Às 8h, no auditório da unidade, será realizada uma solenidade oficial de homenagens a profissionais de saúde, colaboradores e instituições que fizeram parte da história da Fuam, ao longo de seis décadas.

Linha do tempo

Na década de 50, diante do êxito obtido com o uso da sulfona no tratamento da lepra, a Superintendência do Plano de Valorização da Amazonas (SPEVEA) destinou recursos para a instalação e financiamento de dispensários para a Amazônia Legal. Foi neste contexto que, em agosto de 1955, foi inaugurado o dispensário Alfredo da Matta, no bairro da Cachoeirinha, na antiga Casa do Trânsito, também conhecida por “Casa Amarela”.

Em 1978, o dispensário ampliou sua atuação no controle da lepra para a área de prevenção de deformidades e reabilitação. Também começou a treinar novos profissionais de saúde para combater a endemia.

No ano seguinte, o trabalho ambulatorial se intensificou e, em 1982, o dispensário passou a ser Centro de Dermatologia Tropical e Venereologia Alfredo da Matta, com o objetivo de prestar assistência às doenças dermatológicas, principalmente a Leishmaniose, Hanseníase e as Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs), também assumindo a coordenação do Programa de Dermatologia Sanitária do Amazonas. Em 1988, o centro passa à categoria de Instituto, sob a forma de autarquia, vinculado à Susam. 

Um ano antes, o Ministério da Saúde já havia credenciado o Instituto como Centro de Referência Macrorregional Norte para o Programa Nacional de Controle e Eliminação da Hanseníase e Outras Dermatoses de interesse sanitário. Em 1992, passou a ser Centro de Referência Nacional nesta área.

Em 1998, mais uma vez teve a natureza jurídica alterada, passando à condição atual de Fundação de Direito Público, mesmo ano em que foi credenciada como Centro Colaborador da Organização Mundial da Saúde/Organização Pan-Americana de Saúde (OMS/OPAS) para Controle, Treinamento e Pesquisa em Hanseníase para as Américas. 

Somente em 2014, a Fuam realizou 113.362 consultas, 102.383 exames laboratoriais, 16.863 procedimentos cirúrgicos e 33.955 procedimentos de fisioterapia, entre outros atendimentos.

*Com informações da assessoria de imprensa

Publicidade
Publicidade