Domingo, 23 de Fevereiro de 2020
Notícias

Fundação Cecon realiza 1.740 cirurgias no AM em 2014 e registram aumento 65,4%

Foram 2.350 procedimentos cirurgicos no total, incluindo os de pequeno, médio e grande portes, sendo a maioria realizados em mulheres



1.jpg Entre as cirurgias oncológicas de grande porte estão a mastectomia, histerectomias eprostatectomia radical
12/01/2015 às 19:42

A Fundação Centro de Controle de Oncologia do Estado do Amazonas (FCecon), órgão vinculado à Secretaria de Estado de Saúde (Susam), registrou um aumento de 65,4% no número de cirurgias oncológicas de grande porte, em 2014, passando de 1.052, no ano anterior, para cerca de 1.740. Dados estatísticos também apontaram acréscimo no número total de procedimentos cirúrgicos, que passou de 2.295, em 2013, para 2.350, ano passado, incluindo os de pequeno, médio e grande portes.

“Em 2013, as cirurgias de grande porte, ou seja, as mais complexas, representavam 45,8% do total de procedimentos cirúrgicos oncológicos realizados na instituição. No último ano, este número passou para quase 66%”, destacou o pneumologista Edson de Oliveira Andrade, diretor-presidente da instituição, referência no diagnóstico e tratamento do câncer na Amazônia Ocidental. O restante, referente a 2014, foi distribuído da seguinte forma: 34,2% de médio porte e 0,2% de pequeno porte.



De acordo com ele, em 2015, a expectativa é que a oferta de cirurgias seja ampliada ainda mais, considerando a aquisição, já autorizada pelo governo do Estado, via Susam, de seis novos equipamentos de anestesia, além da revitalização do Centro Cirúrgico do hospital, que está sendo programada.

Mulheres são a maioria

Andrade explica que, em 2014, os procedimentos, em sua maioria, foram realizados em mulheres. “Mais de 66% das cirurgias são em pacientes do sexo feminino. Já em 2013, foram 1.546 (67,4) cirurgias em mulheres e 749 (32,6) em homens. Entre as cirurgias oncológicas de grande porte, realizadas no hospital, estão as mastectomias, aplicadas a mulheres com câncer de mama, e que podem ser radicais totais ou parciais - retirada da mama inteira ou parte dela -, as histerectomias – retirada do útero ou parte dele -, entre outras. Entre os homens, as cirurgias relacionadas ao câncer de próstata, como a prostatectomia radical, estão entre as mais comuns e, nos últimos anos, registraram significativos avanços, a partir do Serviço de Urologia.

*Com informações da assessoria


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.