Publicidade
Cotidiano
Notícias

Gabarito do concurso do TJ-AM sai nesta terça-feira (04)

Aproximadamente 40 mil candidatos realizaram provas em Manaus e nos municípios de Itacoatiara e Manacapuru 03/06/2013 às 08:39
Show 1
Uma última olhada no lista de nomes e locais de prova, antes do concurso
acritica.com ---

A Fundação Getulio Vargas divulga nesta terça-feira (04) o gabarito do concurso do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJ-AM), cujas provas para o cargo de analista judiciário II (nível superior) e os de nível médio foram realizadas neste domingo (02).

Na quarta-feira (05) farão provas os candidatos ao cargo de juiz substituto, que concorrem a 31 vagas disputadas por candidatos de vários Estados brasileiros.

Segundo a FGV aproximadamente 40 mil candidatos realizaram prova em Manaus e nos municípios de Itacoatiara e Manacapuru. Do total de inscritos, 7.784, ou 15,78%, não compareceram aos locais de prova na capital e nos municípios de Manacapuru e Itacoatiara. O número de faltosos está dentro da média, segundo a FGV.

Em apenas duas instituições da capital não houve registro de candidatos ausentes: Escola Estadual de Tempo Integral Gonçalves Dias (Dom Pedro, Zona Centro-Oeste) e Escola Estadual Sólon de Lucena (São Geraldo, Zona Centro-Sul).

As provas aplicadas neste domingo foram objetivas e de caráter eliminatório.

Áreas

Na capital amazonense, realizaram provas para o nível médio completo os candidatos que concorrem aos cargos de assistente técnico judiciário, auxiliar de consultório dentário, editor gráfico, programador, suporte ao usuário de informática, técnico de telecomunicações e webdesigner, totalizando em 170 vagas destinadas para Manaus.

Para o nível superior completo, realizaram provas os candidatos que concorreram ao cargo de analista judiciário II, nas funções de leiloeiro (1 vaga para a capital) e oficial de justiça avaliador (29 vagas a serem providas no interior do Amazonas), totalizando em 30 vagas.

Concorrendo às vagas de nível médio para o interior do Estado, realizaram provas os candidatos concorrentes aos cargos de suporte ao usuário de informática e assistente técnico judiciário. Conforme edital, são 17 vagas que serão distribuídas entre os municípios de Careiro-Castanho, Careiro da Várzea, Itacoatiara, Iranduba, Manacapuru, Presidente Figueiredo e Rio Preto da Eva.

Preliminarmente

O presidente do TJ-AM, desembargador Ari Moutinho, avaliou preliminarmente como positivo, em todos os aspectos, o primeiro dia de provas do concurso realizado pela Corte. “Este concurso é um sonho que está sendo realizado”, disser Moutinho.

Para a candidata Fleura Carvalho que estudou durante quatro meses para fazer a prova estava fácil. “Algumas questões somente foram mais difíceis de responder”. Já a candidata Glenda Beatriz achou a prova difícil, pois tinha questões com uma linguagem técnica.

Quarta tem disputa por 31 vagas

Na próxima quarta-feira farão provas os candidatos ao cargo de juiz substituto, que concorrem a 31 vagas disputadas por candidatos de vários Estados brasileiros. O salário inicial oferecido para juiz é de R$ 19.535,27.

De acordo com o coordenador geral da Fundação Getúlio Vargas (FGV Projetos), Elder Abreu, “as provas para juiz substituto também deverão acontecer dentro da normalidade, em função do número de inscritos ser menor. "E o que se espera é que seja um concurso tranquilo”, comentou.

Elder Abreu lembrou, ainda, sobre o concurso do dia 09 (próximo domingo), que segundo ele será um concurso maior, inclusive com um maior número de inscritos nos municípios de Manacapuru e Itacoatiara.

Comissão acompanha tudo

O presidente da Comissão dos Concursos Públicos do Tribunal de Justiça do Amazonas, desembargador Aristóteles Lima Thury, fez questão de acompanhar toda a movimentação ontem em torno do certame. Ele visitou vários locais em que foram ministradas as provas, a fim de verificar que a norma quanto ao horário de abertura e fechamento dos portões, por exemplo, fosse cumprido. No Instituto Educacional do Amazonas (IEA), onde ele esteve, tudo transcorreu na mais completa normalidade.

Thury não estava só. Nessa visita, acompanharam ele os juízes Mateus Guedes Rios e Joana dos Santos Meireles, e o representante da Ordem dos Advogados do Brasil, seccional Amazonas (OAB-AM) Jairo Bezerra, que também integram a comissão que organizou o concurso público.

Como o presidente do TJ-AM, desembargador Ari Moutinho, havia adiantado na quinta-feira, de fato a segurança nas imediações dos locais de prova foi ostensivamente realizado pela Polícia Militar, que mobilizou um contingente de 130 policiais para evitar que tumultos viessem a comprometer o certame.

Além disso, para que não houvesse problemas dos candidatos em chegar aos locais das provas, a Secretaria Municipal de Transportes Urbanos (SMTU) colocou nas ruas 1400 ônibus para atender o fluxo de usuários. De acordo com o diretor de transporte urbanos do órgão Waldir Frazão algumas linhas foram ampliadas para o dia do concurso como é o caso das linhas que atendem o bairro da Ponta Negra.

Publicidade
Publicidade