Publicidade
Cotidiano
Notícias

Garantido analisa propostas de transmissão do 48º Festival de Parintins

O Bumbá Garantido assinou, no mês passado, o protocolo de intenções para transmissão do festival com a Rede Calderaro 07/02/2013 às 20:18
Show 1
Boi Garantido assina protocolo de intenções com RCC
acritica.com Manaus (AM)

Apesar de o Boi Caprichoso ter assinado, na última quarta-feira, o acordo de transmissão do 48º Festival de Parintins com a Rede Amazônica, o Garantido ainda não se manifestou a respeito da escolha de contrato para a exibição de suas apresentações no evento.

Segundo o presidente Telo Pinto, o Boi Garantido ainda está analisando as propostas apresentadas pelos veículos de televisão, entre eles a TV A Crítica. “Há a possibilidade real de propostas de outras emissoras nacionais para transmissão do festival. Não podemos fechar as portas para ninguém. Vale reiterar que a diretoria e os conselhos do bumbá buscam de forma intransigente resguardar os interesses não só do Boi Garantido, mas de Parintins e do Festival Folclórico como um todo”, comentou ele, em declaração oficial.

Ainda de acordo com Pinto, o modo como a presidente do Caprichoso, Márcia Baranda, fechou o acordo de transmissão com o contraditório. “Nós fomos criticados por apenas termos assinado uma proposta em Manaus sem a presença do boi contrário. Já eles foram além, assinaram o contrato de transmissão do Festival, que tem valor jurídico”, defendeu Telo.

O contrato que o Caprichoso fechou com a emissora seguirá – inicialmente – até o ano de 2017 e permitirá ao bumbá azul e branco entradas ao vivo na grade da Rede Globo, em programas como o “Jornal Hoje”, “Jornal Nacional” e da “Jornal da Globo”, “Altas Horas”, “Domingão do Faustão”, “Programa do Jô”, “Caldeirão do Huck”, “Globo Repórter” e “Profissão Repórter”.

Esclarecimento

Quando questionado sobre um possível impasse entre as duas agremiações, o secretário de Estado da Cultura, Robério Braga, comentou que a decisão não cabe ao Governo do Estado. “O direito de imagem e o direito de arena são privativos dos bois, e o Governo não tem como tratar desse assunto, sobretudo por estarmos falando de uma hipótese (de cada boi fechar contrato com uma emissora). Político não trabalha com hipótese, só com fato. Não sei se o Garantido assinou ou se Caprichoso assinou, só tenho conhecimento de notícias pela imprensa. As agremiações não têm que dar satisfação para nós”, frisou o secretário.

Publicidade
Publicidade