Quinta-feira, 20 de Janeiro de 2022
Crime ambiental

Garimpeiros vão a Brasília com prefeito de Humaitá contra destruição de balsas

Humaitá é considerado um forte centro de garimpo ilegal e desmatamento



agentes-colocam-fogo-em-barcos-de-garimpeiros-em-acao-no-rio-madeira_4D6CB6F7-67E4-4308-9D56-8CDB1896A203.jpg Foto: Reprodução/Internet
29/11/2021 às 19:08

Uma comitiva comandada pelo prefeito de Humaitá, Dedei Lobo (PSC), e o vice-presidente da Câmara do Município, Manoel Domingos (PSB), deve ir a Brasília nesta terça-feira (30) para se reunir com parlamentares amazonenses. O objetivo é pedir mudanças no procedimento da operação que já destruiu pelo menos 131 balsas de garimpo no rio Madeira. 

Humaitá é considerado um forte centro de garimpo ilegal e desmatamento. O município fica às margens do rio Madeira e a 696 km de Manaus. Inclusive, parte das balsas que se amontoaram em Autazes a procura de ouro na semana passada são de humaitenses.  



“Iremos acompanhados de representantes de garimpeiros, dois vereadores e estamos aguardando a confirmação do prefeito de Manicoré na comitiva”, explica o vereador Manoel Domingos, que já está com as passagens compradas.

Segundo ele, os principais pedidos devem ser para que os deputados federais e senadores do Amazonas intervenham para impedir que novas balsas sejam queimadas durante as operações comandadas pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e Polícia Federal.

Questionado sobre se haverá pedidos para que os parlamentares amazonenses apresentem projetos de lei para legalizar o garimpo na região, o vereador diz que “é nesse sentido”.   

“Sabemos que o garimpo não é legalizado, porém é um extrativismo responsável por 30% da economia do nosso município. E já vem acontecendo há muito tempo aqui, se tornou uma fonte de renda”, diz o presidente da Câmara Municipal.

O deputado federal e vice-presidente da Câmara dos Deputados, Marcelo Ramos (PL), confirmou o encontro com o prefeito de Humaitá nesta semana. Ele afirmou que toda a bancada amazonense deve receber a comitiva. 

Apoio aos garimpeiros

Desde o último sábado (27), Ibama e Polícia Federal percorrem em barcos e helicópteros o rio Madeira a procura de balsas ilegais de garimpo. Na operação, 131 dragas já foram destruídas. A ação vem após A CRÍTICA e outros veículos noticiarem a corrida pelo ouro que se estendia há pelo menos duas semanas nos arredores do município de Autazes, a 108 km de Manaus.  

Na manhã desta segunda-feira (28) o prefeito de Humaitá se reuniu com garimpeiros no auditório da prefeitura. Aos presentes, ele falou que prestaria assistência social aos que haviam perdido as dragas e anunciou a articulação com deputados do Amazonas para tentar barrar as operações da forma como estão ocorrendo. 

“Estamos com essa demanda [de falar com os parlamentares amazonenses], porque, na realidade, isso [as operações do Ibama] sobra para os políticos, para os prefeitos e vereadores. E a classe [de garimpeiros] cobra muito”, afirma o vereador Domingos. 

A reportagem tentou contato com o prefeito de Humaitá, mas não conseguiu retono. Ele visualizou os dois pedidos de entrevista enviados via WhatsApp, mas não respondeu.


Mais de Acritica.com

20 Jan
WhatsApp_Image_2022-01-20_at_15.47.45_67520240-DA40-4ABB-B608-34BA240BC297.jpeg

Na frequência correta do coração

20/01/2022 às 15:52

Conversamos com quatro especialistas para tirar as mais diversas dúvidas sobre os batimentos cardíacos e suas variações, a fim de orientar quanto à possível necessidade de buscar ajuda médica.


Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.