Publicidade
Cotidiano
Notícias

Gastos do Legislativo: deputados sem-mandato recebem em janeiro

Deputados estaduais do Amazonas que não emplacaram a reeleição terão direito a um salário, no início do ano, uma cota da Ceap e ainda verba de gabinete 20/12/2014 às 19:39
Show 1
Deputados Vera Lúcia, Wilson Lisboa, Fausto Souza, Chico Preto, Marcelo Ramos e Tony Medeiros deixarão a ALE em 2015
Janaína Andrade Manaus (AM)

Sem mandato a partir de 2015, a deputada estadual Vera Lucia Castelo Branco (PTB) integra o grupo dos seis parlamentares da Assembleia Legislativa do Estado (ALE-AM) que deixarão a Casa após derrota nas eleições de outubro. A parlamentar revelou que, após oito anos na Casa Legislativa, voltará a atuar como delegada de polícia, função que ingressou em 1984.

Os seis parlamentares sem mandato ainda irão receber, em janeiro, um salário de R$ 20.042,35 mil e mais R$ 25.697 mil de Cota para Exercício da Atividade Parlamentar (Ceap). Também terão direito a R$ 90,2 mil de verba de gabinete, utilizada para contratar assessores.

“Eu sou delegada de polícia de carreira, então eu vou me apresentar e certamente ser lotada em alguma delegacia e vou trabalhar, trabalhar e trabalhar. Não muda muito, a dinâmica é praticamente a mesma. Essa é a lógica”, disse a parlamentar.

Ao ser questionada se tem interesse de concorrer nas eleições municipais de 2016, ela afirmou que deverá apoiar a candidatura à reeleição do filho, o vereador Reizo Castelo Branco (PTB), que tentou um mandato de deputado estadual, mas não foi eleito.

O deputado Fausto Souza, outro que perderá o posto na ALE-AM, afirmou que se dedicará à família. “No próximo ano vou me dedicar a minha família. Para 2016 ainda não decidi o que vou fazer, vou esperar o momento certo (para falar de eleição)”, resumiu Souza. O parlamentar é um dos réus da ação penal resultante da Operação Estocolmo, que apurou crimes de  exploração sexual infanto-juvenil.

O deputado estadual  Wilson Lisboa (PC do B), antes de chegar ao parlamento estadual foi prefeito do município de Fonte Boa por três vezes. Nas urnas, este ano, não conseguiu a reeleição. De acordo com a assessoria do parlamentar, Wilson Lisboa, em 2015, irá se dedicar à carreira de médico-cirurgião.

“Ele é proprietário de um hospital na Zona Norte e deverá se dedicar à carreira de médico-cirurgião. E em 2016 ainda está pensando se concorre à prefeitura do município de Jutaí ou a vereador aqui em Manaus”, informou a assessoria.

O deputado Chico Preto (PMN), que disputou o Governo, disse que atuará no partido.  “Pessoalmente estarei imbuído no fortalecimento do PMN, que é uma sigla que tem a obrigação de crescer mais no Amazonas e de se reestruturar e preparar o partido e seus integrantes para 2016”, disse.

Despejo

Os seis parlamentares sem mandato que deixam a ALE-AM no próximo ano tem até o dia 31 de janeiro para desocupar os gabinetes. Questionados pelo A CRÍTICA, a maioria informou que deverá entregar as salas antes do prazo final.

Deputados estreiam como escritores

Outros dois deputados estaduais, que em 2015, deixam a Casa Legislativa, são Marcelo Ramos (PSB), que nesta eleição concorreu ao Governo do Estado, e Tony Medeiros, do PSL, que buscou a reeleição. Os dois parlamentares revelaram que pretendem lançar livros em 2015.

Marcelo Ramos, além de lançar duas obras literárias, irá estrear como blogueiro. “Vou lançar um blog para escrever sobre política e também um Centro de Controle de Contas Públicas e vou voltar a prestar consultoria jurídica e legislativa. E quero lançar pelo menos dois livros, um é de poesia e o outro sobre a minha experiência na política”, disse.

O deputado disse ainda que em 2016 pretende concorrer à Prefeitura de Manaus.

Tony Medeiros irá lançar três livros, mas também se articula nos bastidores para tentar ser alçado ao posto de secretário de Estado de Cultura (SEC). “Eu sou um soldado deste governo e tenho a convicção de que o professor José Melo irá fazer a melhor escolha, baseado na experiência que possue”, disse o deputado.

O governador José Melo disse, durante a diplomação dos eleitos, na quinta-feira, que anunciará os nomes que comporão sua equipe de Governo no início de janeiro.

Publicidade
Publicidade