Publicidade
Cotidiano
RESPOSTA BOA

Six Label muda dinâmica do negócio e dá volta por cima após crise

Empresa Six Label, que cogitou fechar as portas em meados de 2016, investiu em planejamento para crescer no mercado e conseguiu resultados positivos 07/10/2018 às 11:14 - Atualizado em 08/10/2018 às 15:45
Show fin.al r12 3cbb52ec c7ef 4900 a224 37d200062876
Para acelerar o crescimento da empresa, gestores apostaram na definição de novas metas
Rebeca Beatriz Manaus (AM)

Manter em boas condições a saúde financeira de um negócio ainda é um desafio para boa parte dos empresários brasileiros. Em tempos de crise na economia, enquanto diversas empresas ameaçam fechar as portas, as estratégias usadas para continuar firme no mercado precisam ser  decisivas. A Six Label Indústria Gráfica da Amazônia ilustra perfeitamente o quão determinantes essas tomadas de decisões podem ser.

Há seis anos no mercado, a empresa é responsável pelo fornecimento dos rótulos e colarinhos para as cervejarias do grupo Petrópolis ao redor do Brasil. Em dezembro de 2016, já era bastante cogitado o fechamento da unidade em Manaus e transferência para São Paulo. Foi nesse período que o executivo Helder Leite, 37, assumiu a gerência geral da fábrica, e começou a mudar esse cenário. 

“Quando assumi a unidade, encontrei muitos desafios dentro da cadeia produtiva que necessitavam de atenção e maior controle.  Juntamente com meus gestores, tracei um plano de gestão baseado em metas e indicadores agressivos. O plano foi colocado em ação imediatamente após claramente definido e comunicado para todos os colaboradores da operação. Os resultados positivos começaram a aparecer dentro de um ano e hoje, após quase dois anos na gestão, já temos expectativas de dobrar a capacidade e os postos de trabalho da fábrica. Podemos certamente dizer: Vencemos a crise”, afirma Helder.

Reestruturação

O projeto para acelerar o crescimento da empresa foi apostar na definição e execução de novas metas. O resultado foi um crescimento de 23% de mercado, aumento de 40% nos lucros no primeiro ano. Helder reforça que a valorização de pessoas deve ser prioridade em qualquer gestão. 

“As pessoas trabalham melhor se estiverem em um ambiente que propicie desafios pessoais e profissionais. Todos gostam de ser valorizados. Quando contrato um colaborador, ele sabe claramente seu papel e como seus resultados afetam toda cadeia. Gosto de desenvolver pessoas e contrato gestores que também gostam. Talvez por isso tivemos êxito e resultados consistentes”, conclui.

Planejamento

A cada três meses, a fábrica faz uma pausa para  planejar. Um dia inteiro é dedicado para analisar o trimestre que passou e definir o que deve ser feito no trimestre seguinte. Durante as reuniões, todos os funcionários podem participar e contribuir. Essa foi uma das medidas adotadas que tem dado certo. “Estou muito feliz por contribuir com esse momento da SixLabel. Meu trabalho se tornou mais valorizado e bem mais assertivo”, comenta a gestora de qualidade assegurada, Regina Oliveira.

Para reerguer o negócio, no primeiro momento foi feito um levantamento minucioso da saúde financeira da empresa, com a análise profunda da DRE. Em seguida, o desafio foi ajustar toda a cadeira produtiva com novas metas e indicadores agressivos, comunicar e treinar toda equipe foi fundamental para compreensão das novas diretrizes, E por fim: Investimento em melhorias para que o novo plano fosse colocado em prática imediatamente.

Publicidade
Publicidade