Publicidade
Cotidiano
Notícias

Governador José Melo disse que não vai apoiar nenhum candidato a presidente

O candidato da Coligação “Fazendo mais por nossa gente” declarou durante a posse do procurador geral de Justiça, Fábio Monteiro, que apesar da boa relação com o prefeito Artur Neto (PSDB), não vai declarar voto a nenhum dos presidenciáveis: "O voto é de acordo com a sua consciência" 14/10/2014 às 15:50
Show 1
Arthur Neto e José Melo foram fotografados juntos durante a posse do novo procurador do MPE/AM
ACRÍTICA.COM Manaus (AM)

O governador e candidato à reeleição, José Melo, optou pela neutralidade ao declarar nesta terça-feira (14) que não vai apoiar nem Dilma Rousseff (PT), nem Aécio Neves (PSDB) neste segundo turno, apesar de dizer que tem a melhor relação possível com o prefeito Artur Neto (PSDB), principal cabo eleitoral do presidenciável tucano no Amazonas. Melo, que evitava falar do assunto, comentou sua posição durante a posse do procurador geral de Justiça, Fábio Monteiro, que ocorreu pela manhã, na sede do Ministério Público do Estado do Amazonas (MPE-AM), na avenida Cel. Teixeira, Nova Esperança, zona Oeste de Manaus.

“Eu tenho uma coligação com partidos que apóiam Aécio Neves e a Dilma Rousseff. Desde o início, respeitei a liberdade de cada um deles. Minha coligação tem partidos que apoiavam pastor Everaldo. Candidatos que apoiavam a Marina (...) Nunca exerci, na condição de governador ou candidato, pressão” a declaração foi feita pelo candidato nesta terça-feira (14) durante a posse do novo procurador da Justiça do Ministério Público Federal, Fábio Monteiro, na sede do MPE localizada no bairro da Ponta Negra, Zona Oeste de Manaus.

Melo afirmou que decidiu seu voto ainda no primeiro turno, mas que vai manter seu posicionamento mantendo sigilo sobre sua decisão na urna. "O povo do Amazonas tem que ser livre para escolher. Não me arredei das minhas propostas nem do que penso sobre o voto do eleitor, da liberdade que o eleitor tem para votar. Mesmo na qualidade de governador, não me sinto nessa posição. O voto é de acordo com a sua consciência", afirmou o então governador.

O prefeito de Manaus, Arthur Neto, que subiu no palanque de José Melo no primeiro turno das eleições integra o mesmo partido do candidato Aécio Neves (PSDB), além de assumir publicamente seu voto ao tucano, e intensifica sua campanha pró Aécio na capital amazonense. A indecisão do candidato José Melo teria gerado boatos de uma possível crise na parceria entre Arthur e José Melo, o que foi negado pela assessoria do candidato. Em nota, a assessoria afirma que a parceria mantida com a prefeitura de Manaus tem gerado bons resultados e está em pleno andamento. 

Publicidade
Publicidade