Quarta-feira, 16 de Outubro de 2019
DEFENSIVOS

Governo autoriza mais 63 agrotóxicos; total de registros em 2019 chega a 325

Com isso, o total de agrotóxicos liberados chega a 325, superando o volume do mesmo período de 2018, quando houve 309 registros



hdusahuuu_380997D9-CB8F-48F5-9575-48ED72DD8C77.jpg Foto: Arquivo AC
17/09/2019 às 09:52

Mais 63 agrotóxicos foram liberados pelo Ministério da Agricultura, nessa terça-feira (17). Com isso, o total de agrotóxicos liberados chega a 325, superando o volume do mesmo período de 2018, quando houve 309 registros. A liberação foi publicada no Diário Oficial da União.

Dos novos, dois são princípios ativos (que servirão de base para produtos inéditos) e cinco são novos produtos. Os outros 56 são genéricos de pesticidas que já existem no mercado.  

Em agosto, o presidente Jair Bolsonaro afirmou que 'o mundo não consegue se alimentar', sem o uso de agrotóxicos para controlar pragas e manter plantações. Para o presidente, que possui grande apoio no agronegócio, é vital tornar o Brasil mais competitivo no mercado mundial de exportação de produtos agrícolas. A Ministra da Agricultura, Tereza Cristina, também protagonizou discursos de 'positividade' em relação aos agrotóxicos. Para a ministra, o uso deles não trás risco à saúde.



Maior consumidor 

Segundo o Instituto Nacional do Câncer, desde 2009, o Brasil é o maior consumidor mundial de produtos com agrotóxicos. Mais de 75% desses produtos liberados neste ano são proibidos na Europa e nos Estados Unidos, e outra parte tem uso restrito em áreas de proteção. 

Chamados também de defensivos agrícolas ou agroquímicos, eles são utilizados na agricultura para eliminar insetos ou ervas daninhas nas plantações, mas fazem mal à saúde. Aos serem pulverizados, eles se espalham, contaminando o solo e a água.

De acordo com o Instituto, regiões com alto uso de agrotóxicos apresentam incidência de câncer acima da média nacional e mundial. O órgão orienta que sempre que possível, as pessoas consumam alimentos agroecológicos ou orgânicos, porque além de serem mais saudáveis, contribuem para a preservação do meio ambiente e para a agricultura familiar.

Leia mais >>> Sapos da Amazônia serão 'castrados' com avanço na liberação do uso de agrotóxico

Repórter

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.