Publicidade
Cotidiano
Notícias

Governo disponibiliza veículos para municípios prioritários no combate ao Aedes aegypti

O material será direcionado aos 16 municípios prioritários, em virtude de apresentarem índice alto de infestação pelo Aedes aegypti, e que, por consequência, apresentam risco de epidemias, principalmente de Dengue 03/02/2016 às 19:24
Show 1
Este ano, o estado do Amazonas já registrou 825 casos de Dengue. Em Manaus há 453 casos notificados. Em relação ao Zika vírus, foram notificados 286 casos suspeitos, sendo 25 confirmados
Acritica.com Manaus (AM)

O Governo do Amazonas adquiriu e está disponibilizando para os municípios prioritários ​no combate ao Aedes aegypti, 17 veículos do tipo pick up cabine dupla e 16 motocicletas. As ações fazem parte do trabalho de combate e controle ao mosquito, transmissor da Dengue, Chikungunya e Zika vírus.

O material será direcionado aos 16 municípios ​prioritários, em virtude de apresentarem índice alto de infestação pelo Aedes aegypti, e que, por consequência, apresentam risco de epidemias, principalmente de Dengue. 

Essas informações foram apresentadas aos membros do Comitê de Crise Interinstitucional para o Combate ao Aedes Aegypti, que realizaram a segunda reunião de trabalho nesta quarta-feira (3), na sede da Secretaria de Estado de Saúde (Susam).

O secretário de Estado de Saúde, Pedro Elias de Souza, abriu a reunião, fazendo um apelo para que todos se comprometam e se empenhem na luta diária e contínua contra o mosquito. “É extremamente importante que todos entendam que nosso foco é a eliminação do mosquito e que cada pessoa, em casa e no local de trabalho, precisa ter o compromisso de eliminar os criadouros e evitar a proliferação do vetor”, disse. 

Em seguida, a diretora técnica da Fundação de Vigilância em Saúde (FVS), Rosemary Costa Pinto, fez uma apresentação das ações desenvolvidas até o momento e do que está programado, dentro do plano de contingência do Governo do Estado. “​O trabalho é em conjunto  com os municípios do interior do estado, prioritariamente, com aqueles com alto índice de infestação do mosquito. Na capital, a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) está conduzindo as ações”, explica Rosema​r​y.

Dentre as ações executadas estão a aquisição de veículos para melhor equipar os municípios do interior do estado e que contempla também a distribuição regular de inseticidas e demais materiais de campo e os testes rápidos para detecção da dengue.

​Também foi destacado o programa de Formação de Brigadas de Combate ao Aedes Aegypti, capitaneado pela FVS, cujo objetivo é capacitar servidores dos órgãos estaduais e federais, que terão a missão de fazer as vistorias semanais no seu local de trabalho e também de disseminar entre os colegas as informações relativas ao que deve ser feito para eliminar os criadouros. “Já foram capacitados profissionais de 32 instituições e até o final do mês de fevereiro mais 33 instituições terão seus profissionais capacitados e suas brigadas instaladas”, informou Rosemary.

O diretor-presidente da FVS, Bernardino Albuquerque, lembrou aos membros do Comitê que no próximo dia 13 de fevereiro está programada uma mobilização nacional, batizada de Dia D contra o Aedes aegypti. Ele convocou todos os membros do Comitê a se envolverem na ação. “Os trabalhos são setoriais, de capacitação dessas pessoas, porque nesse dia a programação da manhã será através de ações de sensibilização, entrando nas casas, lojas, supermercados, shopping centers, e não apenas a distribuição de folheto. Neste momento, é preciso uma abordagem mais íntima e pessoal, pois o inimigo está dentro da casa e no ambiente de trabalho, e cada cidadão precisa ser responsável na eliminação dos criadouros”, declarou.

 O Comitê é formado por representantes da Secretaria de Estado de Saúde (Susam), Fundação de Vigilância em Saúde (FVS), Fundação de Medicina Tropical Dr. Heitor Vieira Dourado (FMT-HVD), Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), Centros de Informações Estratégicas em Saúde (Cieves) Estadual e Municipal, Secretaria de Estado de Educação e Qualidade do Ensino (Seduc), Secretaria Municipal de Educação (Semed), Ministério Público do Estado do Amazonas (MPE), Secretaria de Desenvolvimento da Região Metropolitana de Manaus (SRMM), Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf), Secretaria Municipal de Limpeza Pública (Semulsp), Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas), Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa), Instituto Leônidas e Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia), Polícia Militar do Amazonas, Corpo de Bombeiros, Defesa Civil, Fundação Nacional de Saúde (Funasa), Ministério da Saúde, Secretaria Estadual de Comunicação (Secom), Comissões de Saúde da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (ALE/AM) e Câmara Municipal de Manaus (CMM).

Nesta reunião estiveram presentes representantes das três Forças Armadas (Exército, Marinha e Aeronáutica). Todos foram convidados a se engajar nas ações.

Este ano, o estado do Amazonas já registrou 825 casos de Dengue. Em Manaus há 453 casos notificados. Em relação ao  Zika vírus, foram notificados 286 casos suspeitos, sendo 25 confirmados, destes, sete em grávidas. Até o momento, foram notificados cinco casos de suspeito por Febre Chikungunya no Estado.

Publicidade
Publicidade