Publicidade
Cotidiano
Notícias

Governo do Estado inaugura duplicação de 11 quilômetros da rodovia Manuel Urbano

O trecho inaugurado recebeu quatro pistas, canteiros centrais de cinco metros de largura, acostamento e zona de aceleração e desaceleração 22/08/2015 às 15:47
Show 1
O trecho inaugurado recebeu quatro pistas, canteiros centrais de cinco metros de largura, além de acostamento
Nelson Brilhante Manaus (AM)

Pode parecer pouco, mas, para quem enfrentava o perigo de transitar 78 quilômetros numa rodovia de apenas duas pistas (mão e contramão), a duplicação de 11 quilômetros, com a promessa de totalização do trajeto no próximo ano, é motivo de comemoração.

E foi nesse tom que o governador José Melo, acompanhado de várias lideranças políticas do Estado, entregou a primeira etapa duplicada da AM-070, que liga Manaus a Manacapuru (a 84 quilômetros da capital amazonense). O trecho vai do distrito de Cacau Pirêra, no final da ponte Rio Negro, à estrada que dá acesso ao município de Iranduba.

De acordo com a Secretaria de Estado da Infraestrutura (Seinfra), a obra inclui a construção de duas pistas com 7,10m de largura, acostamento e drenagem de 2,30m para cada lado, com largura total de 18,80m, além da iluminação. Nas etapas finais do projeto consta também da duplicação das pontes sobre os rios Miriti e Ariaú.

O trecho inaugurado recebeu quatro pistas, canteiros centrais de cinco metros de largura, acostamento e zona de aceleração e desaceleração.

O projeto é antigo, mas, como justifica o governador, o andamento foi lento unicamente por questões ambientais. “Já estamos pagando esse empréstimo e conseguimos avançar muito pouco por conta de dificuldades que tivemos com relação à licença do Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional) porque essa estrada tem 21 sítios arqueológicos e, esse patrimônio tem que ser retirado para a devida preservação. Mas, até o próximo verão, chegaremos a Manacapuru com esta estrada totalmente duplicada”, aposta o governador.

Melo revelou que concebeu em seu governo três eixos de desenvolvimento para o Amazonas. Além da duplicação da AM-070, os outros são nos municípios de Rio Preto da Eva, Presidente Figueiredo, Autazes, Manaquiri, Careiro da Várzea e Careiro Castanho.

O senador Omar Aziz enalteceu a atuação do governador, considerando a situação crítica por qual passa a economia brasileira. “Não se iludam que a crise não tem data para acabar. Isso requer muito equilíbrio para controlar a situação e não ficar fazendo promessas que não podemos cumprir”, disse Aziz.

Determinado, o prefeito de Manaus, Artur Neto, valorizou a importância da obra, mas não perdeu a oportunidade de criticar a oposição. “O Melo faz um grande esforço para administrar na crise e ainda tendo que enfrentar alguém querendo desestabilizar seu governo”, disse, referindo-se ao Ministro das Minas e Energia, Eduardo Braga.

O prefeito de Iranduba, Xinaik de Medeiros, não escondia a satisfação. “É uma grande conquista de toda essa área da região metropolitana. É muito gratificante Iranduba e outros municípios vizinhos estarem recebendo esse benefício”, declarou o prefeito.

Blog José Melo Governador do Estado do Amazonas

Estamos inaugurando uma parte de um eixo econômico e de expansão imobiliária. Só na parte duplicada já existem 71 projetos de construção civil aprovados. Esta via é fundamental para o escoamento da produção agrícola. Nos demais eixos, quero a criação de peixe e o plantio daquela mandioca que produz quatro vezes mais que a comum. Outra coisa: está quase certo o financiamento de um grande porto em Manacapuru para que os barcos que vierem dos rios Purus, Juruá e Solimões não precisem mais vir até Manaus. Também vamos construir um grande porto em Itacoatiara para a exportação, sobretudo de minérios”

Publicidade
Publicidade