Quarta-feira, 24 de Abril de 2019
publicidade
show_Omar_micro.jpg
publicidade
publicidade

POLÍTICA

‘Governo não tem proposta’, diz Omar sobre redução de incentivos a polo da ZFM

Após reunião, o líder da bancada do Amazonas em Brasília afirmou que não houve acordo com o ministro da Fazenda, Eduardo Guardia, para reverter a MP que reduz benefícios ao polo de concentrados


05/06/2018 às 17:36

O líder da bancada federal do Amazonas em Brasília, senador Omar Aziz (PSD), disse, em vídeo divulgado em suas redes sociais logo após reunião com o ministro da Fazenda, Eduardo Guardia, que não houve acordo para reverter a MP que reduz incentivos do polo de concentrados.

“Infelizmente, o governo federal não tem uma proposta”, disse Omar Aziz. “O ministro da Fazenda disse que não tinha uma proposta para resolver esse problema”, acrescentou ele, sustentando que o problema não atinge apenas o polo de concentrados, mas o modelo Zona Franca de Manaus.

“Se nós abrirmos mão desse critério que é estabelecido na Zona Franca porque o Brasil está com problema, nós vamos ter que abrir mão futuramente de outros setores”, afirmou Omar. De acordo com ele, não há boa vontade nem do governo federal nem do Ministério da Fazenda.

Braga indignado

Em tom de indignação, o senador Eduardo Braga (MDB) também usou sua página no Facebook para comentar sobre o assunto. “O recado foi dado ao Ministro da Fazenda. Não vamos aceitar que investimentos e empregos gerados no Amazonas fiquem sob risco”, afirmou.

Segundo Braga, “ficou claro para o ministro a questão do programa Zona Franca e da ‘intocabilidade’ dos benefícios fiscais” do modelo.

publicidade

Segurança para o modelo econômico

O governador Amazonino Mendes (PDT) declarou, por meio nota pública, que tanto o Executivo Estadual quanto a bancada federal do Amazonas buscam “segurança jurídica para o modelo econômico”.

“Com total apoio da bancada do Amazonas no Congresso Nacional, enfatizei que mexer na alíquota fere um direito adquirido e traz insegurança para as empresas que investem no nosso Amazonas. Não dá para colocar em risco a Zona Franca. Isto é inegociável”, disse ele sobre a reunião com o ministro Eduardo Guardia.

“Qualquer caminho que não traga prejuízo é possível avaliar. Mas uma lei não pode ferir a constituição. Isto seria acabar com a Zona Franca, o assassinato dela, incluindo mesmo uma redução dos incentivos”, acrescentou.

“O ministro se comprometeu em levar ao Presidente Temer nosso pedido. Como ele tomou esse julgado e fez votos de analisá-los, eu tenho certeza absoluta que se vai encontrar outra solução e não colocar em xeque essa conquista do povo brasileiro”, creditou o governador.

A reunião dos representantes do Amazonas em Brasília, na tarde desta terça-feira (5), ocorreu na casa do presidente da Câmara Federal, Rodrigo Maia (Democratas).

publicidade
publicidade
Comissão define tramitação de MP para auxílio a famílias de Brumadinho
Relatório de MP que trata de concessões e dívidas da Eletrobras sai nesta terça (2)
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade

publicidade
publicidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.