Domingo, 26 de Maio de 2019
Notícias

Grécia: primeiras projeções apontam para vitória do 'não'

As primeiras pesquisas divulgadas pelas televisões gregas após o encerramento da votação dão vitória do 'não', mas por pequena diferença



1.jpg
Cerca de 10 milhões de eleitores foram chamados a votar no referendo sobre se aceitam ou não as medidas de austeridade propostas pelos credores internacionais em troca de ajuda financeira ao país.
05/07/2015 às 15:34

As primeiras projeções divulgadas pelas televisões gregas após o fechamento das urnas para o referendo de hoje (5) indicam vitória do não por margem reduzida. Segundo o jornal britânico The Guardian, uma primeira projeção, do instituto Metron, atribui 49% dos votos ao não e 46% ao sim.

Outra, do instituto GPO, dá de 46% a 51% ao não e de 46,5% a 50,5% ao sim. Uma terceira, da Mark, atribui de 49% a 54% ao não e de45% a 50,5% ao sim. A quarta, do instituto MRB, dá de 49% a 54% ao não e de 46% a 51% ao sim. As projeções foram feitas durante entrevistas telefónicas ao longo do dia de hoje.

Segundo a agência de notícias grega Amna, a participação eleitoral foi cerca de 65%, a mesma registrada nas eleições legislativas de janeiro. Cerca de 10 milhões de eleitores foram chamados a votar no referendo sobre se aceitam ou não as medidas de austeridade propostas pelos credores internacionais em troca de ajuda financeira ao país.

Acordo será melhor se confirmar o 'não', diz ministro grego

O ministro de Estado grego, Nikos Pappas, afirmou hoje (5) que o acordo com os credores será melhor se se confirmar a vitória do não no referendo e assegurou que os bancos vão ter liquidez. “O acordo será melhor se ganhar o não, será uma mensagem mundial”, disse Pappas à televisão privada Alpha.

Ele garantiu, por outro lado, que “não há razões para que os bancos não tenham liquidez”. O porta-voz do Syriza, Nikos Filis, afirmou que os resultados das primeiras sondagens, que indicam vitória do não, dão “força ao governo para se mover com rapidez e poder chegar a um acordo que normalize a situação do sistema bancário” da Grécia.

Após o fechamento das urnas, às 19h locais, o primeiro-ministro, Alexis Tsipras, foi para a residência oficial, onde acompanha os resultados. As primeiras pesquisas divulgadas pelas televisões gregas após o encerramento da votação dão vitória do não por pequena diferença.



Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.