Quinta-feira, 28 de Maio de 2020
SEGURANÇA

Grupo de intervenção retoma treinamentos técnicos em unidades prisionais do AM

Instruções táticas foram suspensas no mês de março, por conta da pandemia do novo coronavírus



show_share_medium_jhggnbnb_55218DFB-CBB4-40B3-BE22-4F38727F6DB7.jpg Foto: Divulgação
20/05/2020 às 18:24

A Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) autorizou a retomada dos treinamentos técnicos do Grupo de Intervenção Penitenciária (GIP) nas unidades prisionais. As instruções táticas foram suspensas, no mês de março, por conta da pandemia do novo coronavírus.  

Para o retorno dos treinamentos, os policiais militares receberam orientações sobre as medidas preventivas adotadas pela Seap no combate à disseminação da Covid-19 no âmbito prisional, como o uso de equipamentos de proteção individual e a higienização das mãos e dos calçados. 



O coordenador do GIP, capitão Vítor Moraes, disse que os treinos práticos e teóricos voltam a ser contínuos. "As instruções são necessárias para alinharmos os procedimentos técnicos e operacionais a fim de que sejam realizados de forma segura e que preservem a integridade física dos detentos, colaboradores e dos próprios policiais militares", informou. 

Nesta retomada, as instruções técnicas e práticas ficaram a cargo do tenente César de Moraes, do Batalhão de Choque da Polícia Militar do Amazonas (PMAM). "Toda semana, selecionaremos equipes para participarem dos treinos", afirmou o coordenador do GIP. 

Segurança

O GIP foi criado no dia 21 de fevereiro de 2019 para atuar em situações de revista, fuga e rebeliões. O GIP desempenha ações de vigilância interna das unidades prisionais em pavilhões, quadras de esporte e celas.

*Com informações da Assessoria de Imprensa

News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.