Publicidade
Cotidiano
Notícias

Grupo Honda se destaca no Prêmio Qualidade Amazonas

Dos sete finalistas do prêmio promovido pela Fieam, três são do grupo Honda. Vencedores serão anunciados nesta sexta-feira (26) à noite 26/09/2014 às 10:03
Show 1
Na Honda, colaboradores participam da busca por soluções no processo fabril
Jornal A Crítica ---

Das sete organizações finalistas do Prêmio Qualidade Amazonas a apresentarem o relatório em processo na 15ª Mostra de Gestão e Melhorias para Qualidade, na última quarta-feira (24), no auditório da Suframa, três eram do Grupo Honda. A empresa do segmento de duas rodas apresentou soluções de produção que melhoram ainda mais a qualidade de seus serviços.

Na categoria Grande Indústria, a Moto Honda expôs a tratativa dada para a diminuição do excesso de tintas na bandeja da engrenagem do motor da motocicleta. O excesso de tinta na bandeja retardava o processo que envolve vários setores no trabalho de decapagem, necessitando equipe de logística para encaminhar as bandejas para manutenção, custo com manutenção e gastos com bandejas descartadas.

A solução foi desenvolver bandejas diferenciadas com os contornos das peças a serem pintadas. A medida demandou investimento de R$ 34,2 mil.

Média indústria

A Honda Componentes, da categoria Média Indústria, criou um sistema mais eficaz para a produção do escapamento da motocicleta que vinha onerando o custo na estamparia da dobra. O problema foi identificado no tubo coletor e a solução foi simples e criativa. “Adaptamos blocos de apoio para que o colaborador apoiasse o tubo e tivesse maior visualização do processo e estabilidade. Com a troca do ferramental zeramos os tubos inutilizados”, explicou o apresentador do relatório Renan da Silva.

Pequena empresa

Na categoria de pequena indústria, a HTA Indústria e Comércio apresentou a melhoria na qualidade da roda de liga leve da motocicleta. Foi identificado retrabalho na rebarba da roda, demandando recuperação manual, com um custo de R$ 21,20 por roda recuperada e nove colaboradores envolvidos.

A solução foi digitalizar o molde com investimento de R$ 26 mil e sistematizar a manutenção deste processo. O resultado foi a redução do custo de recuperação da roda, passando para R$ 18,74 e o aumento da produção.

Além do Grupo Honda, apresentaram processos de qualidade, as organizações Tribunal de Contas do Estado do Amazonas, Oiram Sabores, Casa dos Compressores e AF Peças e Serviços. Nesta sexta, a Federação das Indústrias do Estado do Amazonas, anunciará o resultado da Mostra.

Publicidade
Publicidade