Publicidade
Cotidiano
NA ESTRADA

Grupo passa quase uma semana com ônibus atolado na BR-319 e é resgatado pelo exército

Jovens rondonienses fretaram veículo para ir a um evento em Rio Preto da Eva, quando atolou em área isolada. Eles retornaram a Porto Velho na noite deste sábado 03/06/2018 às 16:34
Show whatsapp image 2018 06 03 at 16.17.51
acritica.com Manaus (AM)

Um grupo de 40 jovens rondonienses fretou um ônibus para ir até Rio Preto da Eva (município diastante 57 km de Manaus) para participar de um evento. Na estrada, em trecho isoldado na rodovia BR-319, o grupo atololu o veículo. Eles ficaram quase uma semana na região até conseguirem retornar a Porto Velho, na noite deste sábado. 

Eles foram resgatados por uma equipe da “Associação dos Amigos e Defensores da BR-319: Um direito nosso”, em parceria com o Exército Brasileiro (EB) e Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit). 

De acordo com o presidente da Associação, André Mansílio, os jovens estavam atolados no quilômetro 350, que fica próximo à comunidade Igapó-Açu e o município de Manicoré. “Eles acreditavam que esse trecho da estrada estivesse bom para circular porque, entre Humaitá e a comunidade Realidade, as máquinas do Dnit estão trabalhando normalmente, já que as chuvas já cessaram por lá. Mas nas proximidades do quilômetro 350 ainda está chovendo bastante e há muitos atoleiros”, explicou Mansílio. 

Assim que a associação tomou conhecimento do caso, mobilizou membros da entidade para levar mantimentos ao grupo, assim como acionou o Comando Militar da Amazônia (CMA) e o Dnit. “Quando chegamos lá, dois jovens tiveram hiportermia, mas conseguimos chegar no hospital de Careiro Castanho, onde eles foram atendidos, devidamente medicados e liberados”, disse  o presidente. 

De volta para casa

De acordo com o CMA, o comando recebeu o pedido de ajuda, iniciou um estudo para definir a melhor estratégia de resgate e solicitou o apoio do Dnit, que realizava trabalhos de manutenção nas proximidades. 

A equipe do departamento atendeu ao chamado e tirou o ônibus do atoleiro, permitindo que o veículo seguisse viagem até Manaus. Eles chegaram na capital na manhã de ontem.

O CMA também intermediou, junto à Força Área Brasileira (FAB), uma aeronave que realizou o transporte dos jovens até Porto Velho ainda na manhã de ontem. “Graças a deus deu tudo certo e eles puderam voltar para casa em segurança”, completou André Mansílio.

Publicidade
Publicidade