Publicidade
Cotidiano
Notícias

Grupo que assaltou hotel resort no AM ficou escondido na floresta antes do crime, diz polícia

Quadrilha também suspeita de assaltar sítios e chácaras havia planejado roubo a resort duas semanas antes. Alguns deles são foragidos do Pará, diz polícia 28/08/2015 às 12:40
Show 1
Seis homens armados invadiram e assaltaram o Amazônia Golf Resort no dia 8 deste mês, véspera do Dia dos Pais
JOANA QUEIROZ E VINICIUS LEAL Manaus

A quadrilha que assaltou o hotel Amazônia Golf Resort, no Amazonas, no último dia 8 deste mês, véspera do Dia dos Pais, ficou escondida na floresta e entrou no local pulando o muro do estabelecimento, conforme informou a Polícia Civil. Os seis integrantes do bando foram presos ontem (8). Segundo a PC, eles planejaram o roubo duas semanas antes.

Os presos são Aluísio Arcanjo da Silva, 29, o mentor do assalto; os irmãos Alex Viana de Jesus, 20, e Rafael Viana, 28, o “Pé de Ferro”; Herbert William Parente Celane, 25; Euciclei Viana, 30, o “Lotão ou “João Broa”; e Francisco Junior Guedes de Melo, 36. Alguns deles são foragidos da Justiça do Pará. Além deles, mais três homens foram capturados como parte do grupo criminoso, mas sem terem participado do assalto.

Segundo o delegado Adriano Félix, da Delegacia de Roubos, Furtos e Defraudações (Derfd), os seis homens foram identificados por meio das imagens do circuito interno de segurança do resort e com colaboração das vítimas, que descreveram fisionomia dos infratores. Depois disso, eles conseguiram na Justiça mandados de prisão preventiva em nome deles.

Os irmãos Alex e Rafael, e Francisco, foram presos às 23h de ontem (28) quando se preparavam para assaltar uma loja de eletrônicos na rua Doutor Moreira, no Centro de Manaus. Hebert foi preso também ontem, às 16h, na casa da namorada, no bairro Fazendinha, em Manaus. Aluísio e Euciclei foram pegos em uma casa no bairro Petrópolis, às 17h.


Amazônia Golf Resort fica no Km 4 da AM-010

De acordo com o delegado, o grupo também foi reconhecido por praticar outros assaltos a sítios e chácaras, o que está sendo investigado. Com eles foram apreendidos dois carros – um modelo Pegeout preto e uma Picape Montana, duas motocicletas e uma arma de fogo. Eles foram presos por roubo majorado com emprego de arma de fogo e concurso de pessoas, e serão encaminhados à cadeia pública.

Entenda o caso

O assalto ao hotel Amazônia Golf Resort, localizado no Km 4 da rodovia AM-010, no município de Rio Preto da Eva, ocorreu no dia 8 deste mês. Homens armados entraram no local, renderam hóspedes e funcionários, e levaram joias, dinheiro e um carro dos hóspedes.

Segundo o delegado Adriano Félix, os criminosos não se hospedaram no local para cometer o crime, como havia sido suposto. Eles chegaram, ficaram escondidos na mata e invadiram o hotel armados por volta das 19h30, próximo do horário do jantar.

Eles pularam o muro e se dividiram por vários cômodos: alguns abordaram funcionários e hóspedes na recepção enquanto outros foram para os quartos e área da piscina. Um hóspede foi feito refém, mas cerca de 50 pessoas ficaram sob a posse dos assaltantes. Toda a ação durou cerca de 10 minutos.

Um policial militar que estava hospedado no hotel soube do assalto e atirou contra um dos assaltantes, mas o disparo não atingiu ninguém, apenas acionou o sistema contra incêndios. Na correria, os bandidos exigiram as imagens do circuito de segurança, mas isso não foi possível devido a complexidade do sistema.

Eles fugiram pela porta da frente com um carro de hóspede e com o veículo Picape deles. O delegado geral Orlando Amaral confirmou também que um dos presos é fugitivo da penitenciária onde cumpria pena pela morte do motorista da desembargadora Graça Figueiredo.

Outros presos

Outros três homens foram presos como parte do bando criminoso, mas não participaram do assalto: Edson Alexandre Abreu da Costa, 35, Jackson Matos da Silva, 32, Emanuel Eric Bezzerra de Moraes, 24. Eles foram presos em flagrante pelo assalto a loja na rua Dr. Moreira, no Centro, e autuados por organização criminosa com emprego de arma de fogo.


Três fazem parte do bando, mas não assaltaram o resort

Publicidade
Publicidade