Publicidade
Cotidiano
Notícias

Grupo suspeito de participar de tentativa de homicídio contra promotor é apresentado

Wesley Bezerra da Silva, 23, Arlison Texeira Sousa, 30, Ivon de Souza Santana, 27, e Andrey Passos Marinho, 19, foram apresentados na manhã desta nesta quinta-feira (25), na sede da Delegacia Especializada em Roubos Furtos e Defraudações (DERFD) 25/06/2015 às 11:57
Show 1
Bando foi apresentado na manhã desta quinta-feira (25)
Rafael Seixas e Joana Queiroz Manaus (AM)

Foram apresentados na manhã desta quinta-feira (25) às 10h, na sede da Delegacia Especializada em Roubos Furtos e Defraudações (DERFD), localizada no bairro Alvorada, Zona Centro-Oeste, o grupo suspeito de participar da tentativa de homicídio, no dia 15 de maio deste ano, contra o promotor de Justiça Paulo Stélio Sabbá Guimarães. Stélio foi baleado quando chegava em casa, no Condomínio Itaporanga 2, bairro Ponta Negra, Zona Oeste de Manaus.

Os suspeitos são Wesley Bezerra da Silva, 23, Arlison Texeira Sousa, 30, Ivon de Souza Santana, 27, e Andrey Passos Marinho, 19. Todos foram presos na última terça-feira (23), após um mês e cinco dias de investigações comandadas pelo delegado Adriano Félix, titular da delegacia. As prisões ocorreram em cumprimento do mandado expedido pelo juiz da 1ª Vara Criminal, Luís Alberto de Albuquerque.

Paulo Stélio foi alvejado enquanto chegava em sua casa (Arquivo/AC)

De acordo com a autoridade policial, o quarteto já é conhecido da polícia pelo crime de “saidinha de banco”. “A polícia identificou os assaltantes que atiraram no promotor pelos traços físicos”, declarou Félix.

Segundo informações da investigação, Wesley Bezerra é o chefe do bando e foi ele quem viu um empresário, ainda não identificado, saindo de uma agência bancária situada no bairro Distrito Industrial, Zona Sul, com uma sacola vermelha, a qual teria R$ 50 mil em espécie. Ele então avisou Andrey e Ivon sobre as características do carro do empresário. Durante o percurso, a dupla acabou perdendo o veículo de vista e confundido-o com o carro do promotor.

Ao todo, três tiros de pistola calibre 380 foram disparados por Andrey contra o promotor. O piloto da motocicleta que aparece nas filmagens das câmeras é Ivon. Um dos tiros atingiu Paulo Stélio na região da clavícula esquerda.

Publicidade
Publicidade