Quarta-feira, 19 de Fevereiro de 2020
POLÍTICA

Henrique Oliveira deixa o Solidariedade e afirma que partido lhe foi tomado por Braga

O político declarou que agora vive um momento de reflexão. “Quanto mais afastado de partido político, mais perto estarei do povo”, garante



henrique_123.JPG Foto: Arquivo AC
01/09/2017 às 18:49

O vice-governador cassado, Henrique Oliveira, anunciou na tarde desta sexta-feira (1°), a sua desfiliação do partido Solidariedade. O político avalia que o partido, onde ocupava o cargo de presidente, lhe foi tomado por quem considera ser seu “algoz” – o senador Eduardo Braga (PMDB), que concorreu ao cargo de governador nesta eleição suplementar e fechou aliança com Paulinho da Força Sindical (SD).

Braga, na disputa, foi derrotado no 2° turno por Amazonino Mendes (PDT). Henrique fundou o Solidariedade em setembro de 2013, e também era membro da executiva nacional. Agora Henrique afirma que irá ficar sem partido “até decidir se fico ou não na política”.



“Eu saí do Solidariedade hoje, apresentei a minha carta comunicando que não estou mais nem no Solidariedade, nem em outro partido ainda. E o primeiro motivo é que o Eduardo Braga tomou o partido durante a campanha da eleição suplementar. Ele fechou com o Paulinho da Força Sindical e me tomaram a presidência do partido, me colocando como 2° vice-presidente. O partido resolveu apoiar o meu algoz, o motivador dessa cassação, então não tinha sentido eu continuar no partido. Fiquei com ele até esse momento por conta da ADPF (Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental ) que era movida pelo Solidariedade, mas agora não faz mais sentido, pedi a minha desfiliação”, afirmou.

O político declarou que agora vive um momento de reflexão.  “Quanto mais afastado de partido político, mais perto estarei do povo”, completou Henrique.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.