Quarta-feira, 24 de Abril de 2019
publicidade
9665.jpg
publicidade
publicidade

MORTE

Após ser baleado, homem pede ajuda em hospital, mas acaba morto por grupo

Ele havia tentado matar uma pessoa em um tiroteio, mas acabou ferido. O alvo dos tiros também sobreviveu e foi hospitalizado no mesmo local, acabando por matar Jeovar com um suporte de soro


05/06/2018 às 14:57

Um homem identificado como Jeovar Ramos Rafael, de 26 anos, foi morto por um grupo de pessoas na madrugada desse domingo (3) dentro de um hospital no município Pauini, a 923 quilômetros em linha reta de Manaus. Segundo a Polícia Civil, Jeovar foi à unidade de saúde pedir ajuda após ter sido baleado durante um tiroteio, quando tentou matar um homem. O alvo dos tiros, Euvaide Pereira Filho, 30, também sobreviveu e foi hospitalizado no mesmo local, acabando por matar Jeovar com um suporte de soro.

De acordo com a Polícia Civil, tudo começou quando Jeovar e mais quatro homens – um deles identificado Marcos Teixeira Vitor, o “Max” – foram até a casa de Euvaide, em Pauini, armados com espingardas e com objetivo de matá-lo para tomar o controle do tráfico de drogas no município. Entretanto, Euvaide não foi encontrado no local. Quando Jeovar e o grupo dele retornavam para casa, eles encontraram Euvaide e o grupo dele no meio da rua, formado pelo irmão de Euvaide, identificado como Eliudo Pereira Vulcão, 38, o “Pirrute”, e outros indivíduos ainda não identificados

publicidade

Conforme a Polícia Civil, houve troca de tiros entre eles e, durante o confronto, ficaram feridos tanto Jevoar como Euvaide e Max. Depois, os três buscaram atendimento no hospital da cidade. Por volta das 00h10 de domingo (3), Euvaide, com ajuda de dois homens, invadiu o setor de enfermaria do hospital e matou a vítima na hora com um suporte de soro. O fato foi presenciado por funcionários do local, que não tiveram como conter o bando.

Policiais militares chegaram ao local no exato momento do crime e efetuaram a prisão em flagrante de Eliudo e outro homem identificado como Cesar. Conforme a Polícia Civil, se não fosse a intervenção imediata dos policiais, o bando tinha conseguido matar “Max”, que também estava na enfermaria. “Max”, por sua vez, foi autuado em flagrante por tentativa de homicídio. Euvaide também responderá pelo homicídio de Jeovar e pela tentativa de homicídio de “Max”.  O caso é investigado pela 63ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP) do município de Pauini. 

publicidade
publicidade
Corpo de homem é encontrado totalmente despido na rodovia AM 010
Homem é encontrado morto com seis tiros na cabeça e mãos amarradas em Manaus
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade

publicidade
publicidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.