Terça-feira, 19 de Novembro de 2019
EXECUÇÃO

Homem é executado a tiros dentro de hospital público em Novo Aripuanã

Conhecido como 'Clebão', o homem já havia sido alvejado por tiros quando fazia compras em um pet shop. Levado ao hospital, acabou sendo morto, quando dupla invadiu o local para 'finalizar o serviço'



execu__o_E8D46F6B-A09D-4B04-955A-FF41805D4F00.jpg Foto: Divulgação
03/11/2019 às 15:16

Dois homens armados com armas de grosso calibre e usando capacetes para não serem identificados invadiram o hospital de Novo Aripuanã (1.376 quilômetros de Manaus) para matar um homem identificado como “Clelverson” e “Clebão”, que de acordo com informações dos moradores da cidade era traficante de droga.

A ação dos pistoleiros gerou insegurança na população, que atribui à morte a briga de facção por conta do tráfico de droga no local e a ausência de uma ação efetiva da polícia para combater o crime. De acordo com os habitantes as mortes com características semelhantes já vêm acontecendo há alguns meses.



Conforme informações da população, Clebão foi alvejado com quatro tiros nas primeiras horas da manhã de sábado no interior de um pet shop, quando comprava ração para os seus animais. Dois homens chegaram e atiraram contra ele. Questionada, a Polícia não quis se pronunciar sobre o caso.

Clebão foi socorrido e levado para o hospital da cidade, onde recebeu os primeiros socorros e aguardava para ser transferido para Manaus, pois o seu estado de saúde era considerado grave. Por volta das 16h, os pistoleiros foram ao hospital, renderam os guardas municipais e entraram até ao local onde Clebão estava.

Os mesmos fizeram quatro disparos contra ele e desta vez ele não resistiu e acabou morrendo dentro do hospital. Os servidores ficaram assustados temendo represálias.

Conforme informações dos moradores, Clebão era do município de Apuí e estava morando em Novo Aripuanã havia pouco tempo, um irmão seu foi assassinado. A reportagem tentou contato com a polícia de Novo Aripuanã, mas não conseguiu. O numero do telefone passado pela assessoria de imprensa da Polícia Civil, dá como número inexistente, o da Polícia Militar atendeu, mas preferiu não dar informações.

Repórter de A Crítica

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.