Terça-feira, 23 de Abril de 2019
publicidade
1.jpg
publicidade
publicidade

Notícias

Homem é investigado por torturar cachorro vira-lata em rua de Presidente Figueiredo (AM)

Após atropelar o animal, o agente de limpeza do município amazonense alegou que jogou o cachorro no coletor do caminhão de lixo pois ele estava muito ferido e precisava ser sacrificado, mas testemunhas ficaram espantadas com a "crueldade". Ele responderá pelo ato em liberdade


29/05/2015 às 19:01

Um agente de limpeza do município de Presidente Figueiredo (a 107 quilômetros de Manaus) está sendo investigado pela Polícia Civil por ter torturado um cachorro vira-lata. Ele foi denunciado nas redes sociais por ter atropelado o animal e ainda de tê-lo jogado no coletor de lixo. 

O crime teria acontecido na semana passada, no bairro José Dutra. O agente, identificado como Jadson James França, de 35 anos, era o motorista do caminhão de lixo e atropelou o animal que estava na calçada. Minutos depois, ele parou o veículos, desceu do carro e pegou o animal, ainda vivo, e o jogou na parte de trás do caminhão.  

As imagens foram gravadas por moradores próximos. O cão não sobreviveu aos ferimentos. O prefeito do município, Neilson da Cruz (PSB) informou ao A CRÍTICA que o servidor já foi demitido.


De acordo com o prefeito, além da demissão de Jadson, a empresa também foi notificada e multada. Ele também criticou a postura das pessoas que presenciaram o crime. “As pessoas ficaram mais preocupadas em gravar do que salvar os animais. Isso é um absurdo”, disse.

Investigação

O caso está sendo investigado pela Polícia Civil no município. De acordo com o delegado Valdnei Antônio Silva, Jadson assinou um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) e vai poder responder ao processo em liberdade. Ele foi indiciado na última terça-feira pelo crime de maus-tratos com o agravante da morte do animal. 

Em depoimento, o suspeito teria afirmado que jogou o cachorro no caminhão porque ele já estava muito ferido e seria sacrificado de qualquer forma. Além disso, o delegado desmentiu os boatos de que o animal teria sido triturado pelo coletor e afirmou que, com base no depoimento de um agente ambiental, o cão chegou com vida no lixão da cidade, mas devido os ferimentos graves, acabou morrendo horas depois. Pena branda

Leia mais na edição do Jornal A Crítica deste sábado (30)

publicidade
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade

publicidade
publicidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.